Agronegócio Destaques

Aumento nos insumos afeta preços e oferta da carne suína

Por Felipe Misuraca / Especial

17 de setembro de 2021

A alta no preço dos alimentos é um dos principais fatores para o aumento do custo da produção./ Foto: Divulgação.

PASSOS – O custo da produção da carne suína tem afetado os preços do produto e também a vida dos produtores. De acordo com o Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), os preços da soja e do milho subiram 78% e 77%, respectivamente, no primeiro semestre deste ano. Para o produtor rural José Araújo Élio, a alta no preço dos insumos para a criação dos suínos é um dos principais fatores para o aumento do custo da produção.

“Acredito que o aumento do preço da comida dos suínos seja o principal causador do aumento do preço de produção dos animais. O milho e a soja vêm tendo aumentos constantes ao longo do tempo, fazendo com que o custo aumente, consequentemente”, disse.

“Uma coisa que ajuda na hora de produzir é fazer estocagem desses alimentos, uma vez que o produtor evita pagar mais caro pelo produto ao longo dos meses futuros”, afirma José.

Segundo ele, o gasto chega a R$150 por animal.

“O custo de produção está, infelizmente, cada dia mais alto. Hoje em dia, é gasto de R$120 até R$150 para a produção de cada animal, algo que, no ano passado, não acontecia”, disse.

José afirma que, a expectativa é de melhora para os próximos meses.

“Fim de ano é sempre uma boa época para a venda de carne, seja de boi ou de porco. Acredito que, com as festas de final de ano, as pessoas costumam realizar encontros familiares e a procura por carnes é bem maior”, disse.

Segundo informações do Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea), do Departamento de Economia, Administração e Sociologia da Escola Superior de Agricultura “Luiz de Queiroz” – Universidade de São Paulo (USP), o mercado de suínos reagiu, nesta semana, devido ao aumento nas demandas interna e externa. As cotações subiram, tanto no preço do animal vivo (6,48%) como no das carnes (10,62%), em setembro em Minas Gerais.