Júri de esteticista é adiado em Piumhi

23 de novembro de 2019

PIUMHI – O júri popular de Geraldo César de Lima, ex-marido e acusado de ser mandante do assassinato da esteticista Adriana Castro, de Piumhi, estava previsto para a manhã de quinta-feira, 21, mas, sob alegação de imunidade da defesa, foi adiado para o dia 28. Em entrevista, a promotora de justiça Gisele Ribeiro relatou que “houve a juntada de um documento por parte da Polícia Civil na data de ontem (quarta-feira), e que não foi dada vista nem ao Ministério Público e nem à defesa” e, por isso, de acordo com o patrono Antônio Marcos, o júri foi adiado “para evitar uma nulidade no julgamento”.