• Assine (35) 3529-2750

    Fale Conosco contato@folhadamanha.com.br

    WhatsApp (35) 9 8829-8351

       
    ÁREA DO
    ASSINANTE
    ESQUECEU SUA SENHA?
    Você receberá em seu e-mai uma nova senha para login.
    

    Assine 35 3529-2750

    Fale Conosco contato@clicfolha.com.br

    WhatsApp 35 9 9956-5000

    
    24/01/2020 09h15 - Atualizado em 24/01/2020

    Do Leitor: Supremacia

    Luiz Gonzaga Fenelon, Paulo Panossian, Eugênio José Alati

    Supremacia

    Adriana Dias, lindo e em manufatura perfeito, o texto sobre a supremacia “Folha da Manhã”. ‘En passant’, em instante preciso de louvor, se vê na galeria ocular e presencial, um estadista a toda prova: Carlos Antonio Alonso Parreira. Personagem a compor a galeria dos que fazem e traduzem esforços em prol de uma realidade positiva, cujo aplauso histórico só virá no decorrer dos tempos.

    Mas não por esquecidos e desavisados. De néscios, com certeza, não. Estes não se comprometem no agora em tempo algum. Quiçá por ato de incompetência, senão de covardia plena.

    Os aplausos sinceros podem se fazer com a obra solidificada do amém e assim seja dos que acolhem o ideal com amor de glória e respeito. A maioria, felizmente. Parabéns, Folha da Manhã pelos 37 anos de vida, atrelada à história de Passos em toda a sua pujança de muita luta e obstáculos.

    Grandes civilizações sofrem cataclismas. Passam por enormes dificuldades. Mas vencem. Uníssonos, monolíticos e entusiastas natos, somos parte dos que reconhecem a grandeza da luta eficaz e pemanente, não obstante os percalços de uma façanha inaudita.
    Extensivo a outro Carlos, o Orlandi, na sobranceria e vanguarda de um espetáculo que há de continuar, no dizer do poeta Gustavo José Lemos, por Passos andantes de uma cidade que, a custo, teima seguir adiante, por honra e graça do Senhor dos Passos!
    Parabéns, Folha da Manhã! Parabéns, Minas Gerais! Parabéns, Brasil!
    Parabéns a todos que, direta e indiretamente, acreditam no poder de realização de homens que fazem e acontecem!

     

    Boa sorte, Regina Duarte

    A renomada atriz global, Regina Duarte, a convite de Jair Bolsonaro, diz que aceita fazer um teste como Secretária da Cultura! Oxalá depois de 13 meses de governo, Regina Duarte, finalmente, enterre preconceitos, devolva paz, respeito, desenvolvimento, a rica diversidade da cultura brasileira. Principalmente, depois que o presidente nomeou para a pasta um estúpido e fiel ao nazismo, Roberto Alvim... Boa sorte, namoradinha do Brasil!

     

    Merdocracia

    O juiz do Trabalho Jerônimo Azambuja Franco Neto chamou o Brasil de “merdocracia”... O que o Brasil era no tempo
    de Lula?
     

    Mais sobre a editoria

    Guia da Cidade
    INCLUA SEU ESTABELECIMENTO

    Assine (35) 3529-2750

    Fale Conosco contato@folhadamanha.com.br

    WhatsApp (35) 9 8829-8351

    © 1984 - 2020 Folha da Manhã. Todos os direitos reservados.
    Desenvolvido por Mediaplus