• Assine (35) 3529-2750

    Fale Conosco contato@folhadamanha.com.br

    WhatsApp (35) 9 8829-8351

       
    ÁREA DO
    ASSINANTE
    ESQUECEU SUA SENHA?
    Você receberá em seu e-mai uma nova senha para login.
    

    Assine 35 3529-2750

    Fale Conosco contato@clicfolha.com.br

    WhatsApp 35 9 9956-5000

    
    17/01/2020 10h16 - Atualizado em 17/01/2020

    Coluna de Minas: Caratinga reajusta diárias de viagens

    O presidente da Câmara Municipal de Caratinga, Paulo Barbosa Marques, assinou documento alterando a portaria que regulamenta os procedimentos, valores e uso das diárias no âmbito do Poder Legislativo. As diárias são concedidas a vereadores e servidores para o custeio de despesas de viagens para fora do município de Caratinga, de interesse público e relação direta com o cargo. Passam a vigorar a tabela de valores das diárias 2020, considerando viagens partindo de Caratinga tendo como destino localidades: de 70 Km até 120 Km de distância (R$ 180), de 120 Km até 230 Km (R$ 270), de 230 Km até 800 Km inclusive Belo Horizonte (R$ 480), Capitais dos outros Estados da Federação (R$ 480) e Brasília – DF (R$ 580). (Diário de Caratinga)

     

    África usará modelo do norte de MG para algodão


    O Norte de Minas servirá de modelo para a África produzir algodão. A Empresa de Pesquisa Agropecuária de Minas Gerais (Epamig) assinou, na última semana, um projeto de cooperação técnica com representantes do governo do Zimbábue. O programa, coordenado pela Agência Brasileira de Cooperação prevê capacitação e transferência de tecnologias brasileiras em algodão para o país sul-africano. De acordo com o diretor de Operações Técnicas da Epamig, Trazilbo de Paula, o convite para integrar o projeto partiu da ABC. Ele conta que as características climáticas e de solo do Norte de Minas. Desde o ano de 2007 que Catuti tem o projeto de algodão transgênico, que chega a 300 arrobas por hectare. Uma equipe da África veio a Catuti no ano passado. (Gazeta Norte Mineira)

     

    Detentos produzem uniformes para MG


    Os uniformes vermelhos utilizados por detentos em todo o Estado de Minas Gerais têm sua origem no próprio sistema prisional: as roupas são produzidas por presos em fábricas instaladas dentro de dez unidades. Além de ser uma ferramenta de ressocialização, ao garantir trabalho aos internos, a iniciativa também gera economia aos cofres públicos, pois evita a aquisição externa das roupas. A pioneira dessa produção é a Penitenciária de Teófilo Otoni, no Vale do Mucuri, de onde sai a maior parte das calças que abastecem todo o sistema prisional. São 26 máquinas alocadas em um espaço de 187 metros quadrados, com produção média de 6 mil itens ao mês. (Diário do Rio Doce – Governador Valadares)

     

    Centro-Oeste registra 4 casos de sarampo


    O primeiro Boletim Epidemiológico de sarampo em 2020 manteve os quatro casos da doença registrados no ano passado em Divinópolis, Nova Serrana e Itaúna. O levantamento foi divulgado na terça terça-feira, 13, pela Secretaria Estadual de Saúde de Minas Gerais (SES-MG). Um novo caso da doença foi confirmada em Nova Serrana no último boletim divulgado em dezembro. O primeiro caso da doença na cidade foi confirmado no dia 23 de outubro. Na ocasião, a Secretaria de Saúde da cidade informou, através de nota, que o registro foi em um menino de 1 ano. (Nova Imprensa - Formiga)

     

    Fundo do Idoso tem R$501 mil em Itabira


    O Conselho Municipal dos Direitos da Pessoa Idosa se reuniu para discutir o início dos trabalhos de captação de projetos que vão se candidatar a receber recursos do Fundo Municipal dos Direitos da Pessoa Idosa, que tem R$ 501 mil para financiar propostas que promovam atividades com os idosos em Itabira. Do total de R$ 501 mil atualmente disponíveis no fundo, R$ 499 mil foram doados pela Vale e os outros R$ 2 mil doados pela secretária de Assistência Social, Maria Marli de Oliveira Martins Rosa. (Diário de Itabira)

     

    JF quer ceder aeroporto à iniciativa privada


    A Câmara aprovou, na noite dessa quarta-feira, a mensagem do prefeito Antônio Almas estabelecendo o direito de uso e exploração do Aeroporto Municipal Francisco Álvares de Assis (Serrinha) à iniciativa privada. A cessão será feita por meio de licitação na modalidade concorrência. Como as reuniões ordinárias só voltam na segunda quinzena de fevereiro, os vereadores fizeram sessões extras para aprovação plena da matéria, que agora deve ser sancionada pelo prefeito. De acordo com o projeto, a concessão de direito real de uso resolúvel será onerosa e não negociável. A mensagem estabelece ainda que o edital de licitação e o contrato de concessão fixarão o prazo de vigência, incluindo eventual prorrogação para utilização do espaço. (Tribuna de Minas – Juiz de Fora) 

     

    Divulgao
    Divulgação

    Mais sobre a editoria

    Guia da Cidade
    INCLUA SEU ESTABELECIMENTO

    Assine (35) 3529-2750

    Fale Conosco contato@folhadamanha.com.br

    WhatsApp (35) 9 8829-8351

    © 1984 - 2020 Folha da Manhã. Todos os direitos reservados.
    Desenvolvido por Mediaplus