• Assine (35) 3529-2750

    Fale Conosco contato@folhadamanha.com.br

    WhatsApp (35) 9 8829-8351

       
    ÁREA DO
    ASSINANTE
    ESQUECEU SUA SENHA?
    Você receberá em seu e-mai uma nova senha para login.
    

    Assine 35 3529-2750

    Fale Conosco contato@clicfolha.com.br

    WhatsApp 35 9 9956-5000

    
    26/12/2019 11h05 - Atualizado em 26/12/2019

    É tempo de reconectar

    As convenções natalinas costumam provocar reações antagônicas. Enquanto uns amam os rituais da época, outros gostariam de se teletransportar para o ano novo que se anuncia. Na casa da família Santos, em Madureira, Neuza (Zezé Motta) é do tipo que mantém firme a tradição. Cada enfeite, cada luzinha vai para a árvore com extremo zelo e cuidado. Por isso, Orlando (Milton Gonçalves) sente calafrios ao ouvir, do quarto, um estrondo que vem da sala, onde a esposa estava arrumando tudo. Em pleno mês de dezembro, a morte repentina da matriarca tem o efeito de um terremoto, abalando as estruturas de todos na família. Mas será que esses pilares eram realmente seguros?


    “Vamos ver como vai ser o Natal de uma família que tem muitos conflitos, mas que precisa superá-los para seguir em frente. Estamos falando de uma época de encontros e a mensagem é sobre estar junto de verdade, de olhar para o lado e ver o que o outro está precisando, entender como a gente se completa”, define a autora Cleissa Regina Martins.


    Na história, que a Globo apresenta nesta quarta, após a novela “Amor de Mãe”, a ausência de Neusa (Zezé Motta) leva Orlando (Milton Gonçalves) à depressão e revela as rusgas no relacionamento entre os irmãos André (Fabrício Boliveira) e Vera (Camila Pitanga), que está sobrecarregada com o trabalho, o cuidado com a filha Letícia (Gabriely Mota) e a realidade do desemprego do marido, Jorge (Luciano Quirino).


    Não há o menor clima para a ceia, nem dinheiro para troca de presentes. Mas o jogo muda quando uma iniciativa de Letícia e a disposição de Orlando obrigam a família a rever seus conceitos e comportamentos. “Estamos vivendo tempos em que as pessoas não se ouvem e é muito importante a gente voltar a escutar quem a gente ama. Escutar, escutar e escutar para poder amar e reatar o afeto. Esse especial é muito sobre a reconstrução de laços familiares, sobre o reencontro de amor, acreditar na magia e na família”, explica a diretora Maria de Médicis.


    Depois do luto, Orlando vai buscar uma ocupação para os seus dias. Sem perceber, é justamente o genro, Jorge, desempregado, quem faz a provocação: se ele, um pouco mais jovem, está sem trabalho há sete meses, o sogro, pela idade, só teria vaga se fosse para ser Papai Noel. Passada a raiva inicial, Orlando considera a ideia e começa a procurar uma forma de ser útil na temporada natalina. Mas só encontra portas fechadas e a responsável por abri-las será Letícia (Gabriely Mota), sua neta querida.


    ‘Juntos a Magia Acontece’ é o especial de Natal da Globo, criado e escrito por Cleissa Regina Martins, que tem 24 anos e foi revelada pela primeira turma do Laboratório de Narrativas Negras, parceria entre a Globo e a Flup, iniciado em 2017. A supervisão de texto é de George Moura e a direção artística é de Maria de Médicis. O especial vai ao ar no dia 25 de dezembro, depois de ‘Amor de Mãe’. No elenco, estão Milton Gonçalves, Camila Pitanga, Zezé Motta, Fabrício Boliveira, Luciano Quirino, Tony Tornado e as crianças Gabriely Mota e Ícaro Zulu, além da participação especial de Francisco Cuoco, Aracy Balabanian, Alice Wegmann e Zezé Polessa. 

    Mais sobre a editoria

    Guia da Cidade
    INCLUA SEU ESTABELECIMENTO

    Assine (35) 3529-2750

    Fale Conosco contato@folhadamanha.com.br

    WhatsApp (35) 9 8829-8351

    © 1984 - 2020 Folha da Manhã. Todos os direitos reservados.
    Desenvolvido por Mediaplus