• Assine (35) 3529-2750

    Fale Conosco contato@folhadamanha.com.br

    WhatsApp (35) 9 8829-8351

       
    ÁREA DO
    ASSINANTE
    ESQUECEU SUA SENHA?
    Você receberá em seu e-mai uma nova senha para login.
    

    Assine 35 3529-2750

    Fale Conosco contato@clicfolha.com.br

    WhatsApp 35 9 9956-5000

    
    16/12/2019 10h15 - Atualizado em 16/12/2019

    O azul é a cor da moda em 2020

    As cores da moda seguem tendências mundiais. As lutas dos ecologistas pela conservação dos oceanos serve como pano de fundo para a escolha da cor símbolo de 2020

    Wagner Penna - Especial para a Folha

    Depois do verde-esmeralda e do roxo, a Pantone (empresa americana que é referência mundial na padronização das cores para moda, decoração & afins) decidiu que o ‘azul clássico’ será a cor de 2020. Dito isso, é esperar uma invasão do planeta por uma onda azul tão profundo quanto as águas do mar e tão cristalino quanto as águas de uma piscina natural.


    Dizem que as cores da moda seguem as tendências do mundo. Sendo assim, as lutas dos ecologistas pela conservação dos oceanos serve como pano de fundo para a cor-simbolo do próximo ano.


    Mais que o azul profundo, remete também à coleta que várias organizações estão fazendo do plástico jogado em vários mares do mundo e sua reutilização como matéria-prima para elaborar uma moda mais sustentável.


    Vamos mergulhar nessa onda do bem.

     

    VAIVÉM

    Um relatório realizado por uma grande empresa de investimentos do pais, apontou vantagens da holandesa C&A no mercado brasileiro diante de outros grandes magazines de roupas. Diz que a maior vantagem dela é fazer parte de suas roupas no Brasil e, com isso, ganhar rapidez no lançamento das novidades em suas araras. Tempo é investimento.
    ***

    Grupo com empresas de moda foi à Assembléia Legislativa de Minas, para falar sobre a situação do setor e pedir apoios para implementar novas políticas no assunto. A turma foi recebida pela deputada Laura Serrano (do Partido Novo), que é formada em Economia. Com tantas discussões em torno dos seus problemas, nos últimos tempos, a nossa moda parece ter uma esperança (inesgotável) na solução de seus problemas

     

    PONTO FINAL

    A quantidade de bazares natalinos com produtos artesanais mineiros, inclusive de moda, realizados em várias cidades de Minas, acabou sinalizando uma boa saída para o circuito fashion. Diante da pressão do capital internacional no assunto e da ‘corrida fashion’ estabelecida por esses mesmos investidores, parece que o estilo autoral e\ou artesanal (com um toque de ‘terroir’ mineiro) poderá iniciar um novo ciclo da moda ‘made in Minas’. Amém!


     

    Mais sobre a editoria

    Guia da Cidade
    INCLUA SEU ESTABELECIMENTO

    Assine (35) 3529-2750

    Fale Conosco contato@folhadamanha.com.br

    WhatsApp (35) 9 8829-8351

    © 1984 - 2020 Folha da Manhã. Todos os direitos reservados.
    Desenvolvido por Mediaplus