• Assine (35) 3529-2750

    Fale Conosco contato@folhadamanha.com.br

    WhatsApp (35) 9 8829-8351

       
    ÁREA DO
    ASSINANTE
    ESQUECEU SUA SENHA?
    Você receberá em seu e-mai uma nova senha para login.
    

    Assine 35 3529-2750

    Fale Conosco contato@clicfolha.com.br

    WhatsApp 35 9 9956-5000

    
    29/11/2019 10h04 - Atualizado em 29/11/2019

    Coluna de Minas: Ônibus são monitorados em tempo real

    Os usuários do transporte coletivo de Uberlândia vão ter mais um aliado no controle de qualidade do serviço oferecido pelas empresas, com o anúncio da implantação de um centro de controle operacional no Terminal Central. Com a implantação do novo centro de controle, vai ser possível acompanhar em tempo real o comportamento dos 458 ônibus que atuam no transporte público municipal. O investimento é de R$ 112 mil mensais e o contrato foi assinado com a empresa paulista Auttran, vencedora da licitação e que vai montar e manter o centro. O prazo de instalação do novo sistema é de 90 dias a partir do momento que a empresa receber a ordem de serviço. (Diário de Uberlândia)

    Cidade briga pela volta da ferrovia 

    A Comissão Pró-Ferrovia da Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG), presidida pelo deputado estadual João Leite, se reuniu nesta semana para discutir as possibilidades de implantação de uma linha ferroviária em Teófilo Otoni. Segundo consta, há três opções de implantação da ferrovia no Nordeste de Minas Gerais, segundo uma empresa do setor que analisa o projeto. O primeiro seria utilizando a linha de ferro da antiga FCA, que liga o Centro-Oeste do país ao Oeste-Leste passando próximo da Serra do Espinhaço. Outra opção seria a partir de Sete Lagoas, no Centro-Oeste de Minas Gerais até Teófilo Otoni, passando ainda por Governador Valadares. (Diário de Teófilo Otoni)

    Alfenas será a primeira a receber programa 

    Alfenas, no Sul do estado, vai ser a primeira cidade a receber um novo programa de Prevenção à Criminalidade desenvolvido pelo Governo de Minas. Na quarta-feira, 27, foi lançado na cidade o “Selo Prevenção Minas” – iniciativa da Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sejusp) para fomentar e qualificar a execução de ações locais, realizadas por municípios, voltadas para diminuição dos números da violência. O Estado, por meio da Sejusp, vai atuar como uma espécie de consultoria, indicando às prefeituras de que forma podem agir para evitar que o crime aconteça. (Folha Regional- Muzambinho) 

    MoC institui central de mediação de dívidas 

    Os vereadores de Montes Claros analisaram nesta terça-feira, 26, em sua reunião ordinária, o projeto de criação da Central de Prevenção e Resolução de Conflitos, para acabar com as pendências judiciais de ações contra a Prefeitura, evitando assim que encher as prateleiras judiciais. O procurador geral do município, Otávio Batista Rocha Machado, explica que atualmente existem muitos processos judiciais de fornecimentos de medicamentos, onde de forma inevitável, a Prefeitura vai ser condenada a fornecer o produto. Por isso, a criação dessa unidade vai resolver a situação em acordo. O mesmo critério pode ser usado na cobrança de dívidas municipais. (Gazeta Norte Mineira- Montes Claros)

    Assinada a medição do projeto Santuário 

    O prefeito Eugênio Vilela assinou, na quinta-feira, 21, a primeira medição do projeto “Santuário das Águas”, que visa a recuperação de nascentes do rio Formiga. Ela foi enviada para a Caixa Econômica Federal para liberação de recursos para início dos trabalhos na cidade. Em 2017, a Prefeitura celebrou um convênio com a Agência Nacional das Águas (ANA), no valor de R$545.249,60, para a revitalização da bacia do rio Formiga. Idealizador do programa de revitalização da bacia do rio Formiga, José Ivo da Silva, que atua no Saae, explicou que a empresa Globus, de Divinópolis, foi contratada para elaborar 16 Projetos Individuais de Propriedades para o projeto “Santuário das Águas”. (Jornal Nova Imprensa- Formiga)

    Muriaé faz Fórum de Cidadania e Lixo

    A Prefeitura de Muriaé realizou ontem a 3ª edição do Fórum Municipal de Lixo e Cidadania. O evento teve como tema "A contribuição do educador na conscientização ambiental". A programação incluiu palestra, apresentação cultural e mesa redonda, composta por representantes de diversos setores e segmentos da sociedade. Além de educadores em geral, o evento foi aberto à participação popular, e visa fomentar a cultura da educação ambiental, com ênfase em caminhos que levem à formação de uma sociedade comprometida com um estilo de vida sustentável, que envolve, não só, a redução, como o manejo adequado dos resíduos sólidos. (Gazeta de Muriaé) 

    Divulgao
    Divulgação

    Mais sobre a editoria

    Guia da Cidade
    INCLUA SEU ESTABELECIMENTO

    Assine (35) 3529-2750

    Fale Conosco contato@folhadamanha.com.br

    WhatsApp (35) 9 8829-8351

    © 1984 - 2019 Folha da Manhã. Todos os direitos reservados.
    Desenvolvido por Mediaplus