• Assine (35) 3529-2750

    Fale Conosco contato@folhadamanha.com.br

    WhatsApp (35) 9 8829-8351

       
    ÁREA DO
    ASSINANTE
    ESQUECEU SUA SENHA?
    Você receberá em seu e-mai uma nova senha para login.
    

    Assine 35 3529-2750

    Fale Conosco contato@clicfolha.com.br

    WhatsApp 35 9 9956-5000

    
    07/11/2019 08h40 - Atualizado em 07/11/2019

    Coluna de Minas: Promotores do Vale se unem contra ataques

    Representantes do Ministério Público em todo o Vale do Aço estiveram reunidos essa semana, em Coronel Fabriciano, em uma Audiência Pública de Desagravo, no plenário do Tribunal do Júri, quanto às imputações feitas pelo prefeito do município, Marcos Vinicius, ao Ministério Público e seus integrantes. A Associação Mineira do Ministério Público (AMMP), entidade de classe que congrega os promotores de Justiça, informou que há inquéritos civis e ações civis públicas, bem como a ação penal contra o chefe do Executivo fabricianense, que tem reagido com ataques infundados por meio de canais de mídias contra o MPMG e seus membros com base na lei de abuso de autoridade, o que será devidamente esclarecido na oportunidade. (Diário do Aço – Ipatinga)

    Mais de 58 mil devem o IPVA em MoC

    Em Montes Claros, o IPVA ainda não foi quitado por 58.554 motoristas, é o que aponta a Receita Estadual (RE). Esse total representa 29,55% da frota de 198.154 veículos do município. O calendário de pagamento terminou no final de março e o montante devido chega a R$ 15,062 milhões. Os contribuintes com débitos podem fazer o parcelamento da dívida pela internet, no site da Secretaria de Estado da Fazenda (SEF). A situação também não é positiva nas 110 cidades subordinadas à Receita Estadual de Montes Claros, onde a falta de pagamento atinge 31,56% da frota de 694.135 veículos. (Jornal O Norte-
    Montes Claros)

    Obrigatoridade de adaptados é aprovada 

    O projeto que determina a disponibilização de brinquedos adequados ao uso de crianças com deficiência em estabelecimentos de ensino, parques, clubes e áreas de lazer de São Lourenço foi aprovado por unanimidade na sessão ordinária desta segunda-feira, 4. O texto, que é de autoria do vereador Agilsander Rodrigues da Silva (PSD), agora segue para a sanção do Poder Executivo. De acordo com o projeto de lei 2964/19, os parques infantis devem oferecer um brinquedo adaptado para cada cinco instalados no local (ou 20%). As áreas privadas vão ter o prazo de dois anos para se adequarem. (O popular Net- São Lourenço) 

    3º Festival de Cinema de Muriaé é realizado

    O “3º Festival de Cinema de Muriaé” vai ser realizado de 7 a 9 deste mês e é um evento cultural que vem para movimentar o cenário audiovisual de Muriaé, buscando permanência desta ação cultural. O evento tem exibição de Filmes (curtas-metragens) de produtores regionais e nacionais, colocando em contato profissionais, estudantes e amantes do Cinema. Vem fomentar discussões e reciclar ideias. Contribui para o desenvolvimento, cultura e geração de renda, instigando a demanda do audiovisual na região. Interliga conceitos e discussões. Esta edição foi incentivada pela LEIC - Lei Estadual de Incentivo à Cultura, através da Secretaria Estadual de Cultura de Minas Gerais. (Gazeta de Muriaé)

    Atingidos por barragens fazem protesto

    Cerca de 200 atingidos por barragens nas bacias do rio Doce, do rio Paraopeba e do rio Jequitinhonha bloquearam a MG-129, saída para Barão de Cocais, em Mariana, na manhã de terça-feira, 5. Os atingidos questionam a volta da operação da mineradora Samarco, uma vez que a população atingida ainda não teve a reparação e seguem sem direitos. “O deles eles olham, mas em quatro anos não deram o que nós merecemos”, afirmou um atingido. Empunhando cartazes, os atingidos e integrantes do Movimento por Atingidos por Barragens (MAB) também cobraram a reestatização da mineradora Vale, além de justiça para Mariana e para a vereadora Marielle Franco. (Portal da Cidade- Mariana) 

    Academia relança obras de Mário Palmério

    A Academia de Letras do Triângulo Mineiro (ALTM) relança nesta quinta-feira, 7, dois livros – “Chapadão do Bugre” e “Vila dos Confins” – de Mário Palmério. A cerimônia vai ser realizada no Centro Cultural Cecília Palmério, avenida Guilherme Ferreira, 217, centro da cidade, às 19h. “Vila dos Confins” foi o primeiro livro publicado por Mário Palmério, em 1956. A obra conta a história da primeira eleição para prefeito e vereadores de um remoto vilarejo do sertão brasileiro, a Vila dos Confins, município então recém-emancipado. “Chapadão do Bugre” é baseado em uma história real e misteriosa.  

    Divulgao
    Divulgação
    Matéria exclusiva para assinantes

    Faça já a sua assinatura, tenha o jornal impresso em sua casa ou dê de presente para quem você gosta e ganhe o acesso nas páginas digitais pela internet, ou seja: Versão Impressa + Digital.

    Mais sobre a editoria

    Guia da Cidade
    INCLUA SEU ESTABELECIMENTO

    Assine (35) 3529-2750

    Fale Conosco contato@folhadamanha.com.br

    WhatsApp (35) 9 8829-8351

    © 1984 - 2019 Folha da Manhã. Todos os direitos reservados.
    Desenvolvido por Mediaplus