• Assine (35) 3529-2750

    Fale Conosco contato@folhadamanha.com.br

    WhatsApp (35) 9 8829-8351

       
    ÁREA DO
    ASSINANTE
    ESQUECEU SUA SENHA?
    Você receberá em seu e-mai uma nova senha para login.
    

    Assine 35 3529-2750

    Fale Conosco contato@clicfolha.com.br

    WhatsApp 35 9 9956-5000

    
    24/09/2019 08h40 - Atualizado em 24/09/2019

    Galícia, uma Espanha nada óbvia

    Com clima mais frio, região ao norte do país apresenta natureza farta, menus baseados em ingredientes frescos, boa vida noturna e um idioma similar ao português: o galego

    João Paulo Carvalho - Especial para a Folha

    A maior parte das pessoas que vão à Espanha prefere visitar o litoral do país, mais especificamente a costa do Mar Mediterrâneo. Calor, sombra e água fresca: as praias dessa região são, de fato, de cair o queixo.

    Afinal, quem nunca desejou se perder no mar azul de Ibiza ou mesmo se aventurar pela beleza encantadora de Palma de Maiorca? Além disso, Madri e Barcelona são sempre destinos certeiros para quem viaja para o velho continente. O que pouca gente sabe, entretanto, é que o noroeste da Espanha, ali bem pertinho de Portugal, esconde uma joia rara: a região da Galícia.


    Se você tem repulsa das altas temperaturas do verão espanhol e quer escapar da quantidade exorbitante de gente que invade o país nas férias de julho e agosto, eis o seu lugar. Com natureza frondosa, cenários estupendos e uma das melhores gastronomias do mundo, a Galícia torna-se rota obrigatória para quem quer fugir do óbvio e explorar uma Espanha fora dos holofotes.


    Formada pelas províncias de Coruña, Lugo, Ourense e Pontevedra, a Galícia tem um clima peculiar. Todas as frentes frias que chegam à Espanha entram pelo noroeste do país. É justamente por isso que as chuvas e os ventos fortes são muito comuns por lá. No verão, as temperaturas raramente ultrapassam os 25 graus.

    Mesmo em agosto, ponto mais alto da estação, é sempre bom levar uma blusinha leve na mochila e, claro, um guarda-chuva. Ele será seu companheiro inseparável nesta jornada galega. As tormentas, todavia, proporcionam que esta zona tenha uma mata verde espetacular. São dezenas de parques, árvores e um ar puro de dar inveja às grandes metrópoles.


    Cheia de charme

    Com pouco mais de 250 mil habitantes, A Coruña é a capital da província homônima espanhola. Além de contar com as praias de Orzán e Riazor (sim, ainda é possível dar um bom mergulho por lá em dias ensolarados), ela é dona de uma arquitetura charmosíssima, vistas deslumbrantes e uma vida noturna bastante agitada. Nada como sacudir o esqueleto com a muiñeira (dança típica galega), beber um bom licor de café e apreciar o suculento pulpo a la gallega, prato mais tradicional da cidade.


    Não tenha medo de se enrolar com o espanhol. Além do castelhano, nesta região também se fala o galego, idioma regional muito parecido com o português. Animado? Então ponha o guarda-chuva na mala e tenha disposição para boas caminhadas. A Coruña proporciona um bom leque de opções culturais para todos os gostos e idades, elencadas a seguir. Graciñas, como se diz lá (a versão graciosa para “obrigado”).

     

    Saiba mais

    Como ir: o voo ida e volta para A Coruña, a partir de São Paulo, custa R$ 2.881,30 na Iberia (iberia.com), com conexão em Madri. A cidade também é acessível de trem. Compre em Renfe.com (a partir de R$34,50 ou R$ 154). 

    Esticadas: A Coruña está a apenas 300 quilômetros de Porto, em Portugal. É uma boa opção para uma viagem de carro, percorrendo as margens do Rio Minho, com paradas em cidades como Santiago de Compostela. Se preferir ir de ônibus, a Rede Expressos faz o trajeto em 7h, a partir de 32,65 euros (R$ 146); rede-expressos.PT. 

    Mais sobre a editoria

    Guia da Cidade
    INCLUA SEU ESTABELECIMENTO

    Assine (35) 3529-2750

    Fale Conosco contato@folhadamanha.com.br

    WhatsApp (35) 9 8829-8351

    © 1984 - 2019 Folha da Manhã. Todos os direitos reservados.
    Desenvolvido por Mediaplus