• Assine (35) 3529-2750

    Fale Conosco contato@folhadamanha.com.br

    WhatsApp (35) 9 8829-8351

       
    ÁREA DO
    ASSINANTE
    ESQUECEU SUA SENHA?
    Você receberá em seu e-mai uma nova senha para login.
    

    Assine 35 3529-2750

    Fale Conosco contato@clicfolha.com.br

    WhatsApp 35 9 9956-5000

    
    23/09/2019 10h24 - Atualizado em 23/09/2019

    Revestimento 3D é uma nova maneira para decorar a casa

    Material com efeito tridimensional torna imagens mais reais e abre muitas possibilidades

    Bruno Romani - Especial para a Folha

    Imagina entrar no banheiro e parecer pisar no mar, estar perto de golfinhos, ou com o pé na areia. Tudo bem, não precisa de ser tão exagerado, mas o revestimento 3D abre essa possibilidade. E gosto não se discute. O material é tridimensional, ou seja, em três dimensões, e provoca uma ilusão de ótica. Podem ser imagens reais ou padrões geométricos, abstratos.


    “Dão sensação de profundidade e volume. Existem diferentes tipos de estampas, tamanhos e materiais, como porcelanato, azulejo, cimento, pedras, gesso, PVC, PET, MDF, fibras vegetais, alumínio”, explicou a arquiteta Fernanda Andrade.


    Os revestimentos 3D tem efeitos, mas não volume. Podem ser com um sistema epóxi leitoso que quando aplicados em uma película tornam-se transparentes, especialmente se desenvolvidos para aplicação em pisos adesivados com vinil.

    “A instalação é simples. A parede e piso onde for instalado devem ser lisos e estarem limpos para aplicação das placas de revestimentos 3D. A aplicação é rápida”, detalhou Fernanda.

     

    Ambiente

    A arquiteta Renata Zacharias diz que, por ser um elemento disponível em diversos materiais, acaba possibilitando a aplicação sem restrição em variados ambientes, incluindo salas, cozinhas, banheiros e até em áreas externas, se instalado adequadamente.


    “Para banheiros e cozinhas, o material mais indicado para revestimento 3D é o porcelanato, que pode ser molhado sem danificar e é fácil de limpar, além de ter a vantagem de ser aplicável por cima dos azulejos existentes”, disse ela.


    Renata lembra que é mais comum ver esse tipo de revestimento em banheiros e cozinhas, porém pode ser instalado até nos dormitórios, espaço gourmet, salas de estar e jantar.

     

    “Pode escolher uma área pequena para usar o revestimento, como contornar a cabeceira da cama, ou uma parede inteira. Alguns padrões parecem saltar da parede, outros têm um relevo mais suave, tornando o ambiente delicado”, detalhou a arquiteta.

     

     Ela diz que é possível deixar o espaço mais moderno, sem carregar na decoração. “A melhor forma de destacar é a iluminação, que focada nesse revestimento 3D traz melhor a tridimensionalidade e atinge um efeito mais bonito”.

    Mais sobre a editoria

    Guia da Cidade
    INCLUA SEU ESTABELECIMENTO

    Assine (35) 3529-2750

    Fale Conosco contato@folhadamanha.com.br

    WhatsApp (35) 9 8829-8351

    © 1984 - 2019 Folha da Manhã. Todos os direitos reservados.
    Desenvolvido por Mediaplus