• Assine (35) 3529-2750

    Fale Conosco contato@folhadamanha.com.br

    WhatsApp (35) 9 8829-8351

       
    ÁREA DO
    ASSINANTE
    ESQUECEU SUA SENHA?
    Você receberá em seu e-mai uma nova senha para login.
    

    Assine 35 3529-2750

    Fale Conosco contato@clicfolha.com.br

    WhatsApp 35 9 9956-5000

    
    16/09/2019 10h02 - Atualizado em 16/09/2019

    Os lançamentos de La Garçonne

    A marca de Herchcovitch tem referências E qualidade ? tanto de acabamento, quanto nos tecidos e acessórios que o estilista sempre imprime em seu trabalho

    Wagner Penna - Especial para a Folha

    Com seus desfiles numerados (não estabelecem estações, mas sim o numero do vaivém durante o ano), a La Garçonne realizou seu lançamento Número 02 de 2019, com desfile em véspera do Dia da Independência – o que poderia ser uma relação bacana da sua posição independente dentro do mercado de moda nacional.
    Tanto assim, que foge do calendário habitual e mostra produtos igualmente à parte do ‘uniformismo’ que tomou conta do nosso circuito fashion (e na esfera mundial também, diga-se) nos últimos tempos.
    E não poderia ser diferente, pois a marca tem à frente o ótimo Alexandre Herchcovitch – que colocou a moda brasileira de cabeça para baixo nos anos 1980 ao trazer para cá um sopro da Antuérpia e seu desconstrutivismo fashion. Junto com ele, está o Fabio de Souza.
    Nesse desfile , o vaivém da passarela mostrou o colorido, as estampas, o geométrico, as fendas, as amarrações, a proporção diferente das roupas e a modelagem-surpresa que Herchcovitch tomou como referencias do seu trabalho. E a qualidade – tanto de acabamento, quanto nos tecidos e acessórios que sempre imprime em seu trabalho.
    Vale a pela coferir.

    VAIVÉM

    O mês de outubro vai ser movimentado em Beagá, com a realização de dois eventos ligados ao empreendedorismo. Um deles é a Feira do Empreendedor (realizada pelo Sebrae-MG) e outro é a Minas Trend (realizada pela Fiemg entre 22 e 26). Moda também é negócio!

    ***

    A semana de moda de Nova York conseguiu fazer um pouco mais de barulho na edição que terminou agora. Aos poucos, os planos do presidente da entidade que promove os desfiles (a FCDA), o estilista Tom Ford, vai alcançando suas metas de tornar o evento novaiorquino mais globalizado

    ***

    PONTO-FINAL

    O circuito da moda internacional anda apavorado com os rumos que o assunto ‘sustentabilidade’ está tomando na Europa. É que a União Européia quer multar pesado empresas automobilísticas que não obedeçam os baixíssimos índices de emissão de poluentes que a entidade exige dos carro. Se isso acontecer, dizem, quebram. Com isso, a turma da moda está receosa de que o seu setor entre também na mira. Se essa moda pegar mesmo, muitos nomes bons da área sairão da passarela.
     

    Mais sobre a editoria

    Guia da Cidade
    INCLUA SEU ESTABELECIMENTO

    Assine (35) 3529-2750

    Fale Conosco contato@folhadamanha.com.br

    WhatsApp (35) 9 8829-8351

    © 1984 - 2019 Folha da Manhã. Todos os direitos reservados.
    Desenvolvido por Mediaplus