• Assine (35) 3529-2750

    Fale Conosco contato@folhadamanha.com.br

    WhatsApp (35) 9 8829-8351

       
    ÁREA DO
    ASSINANTE
    ESQUECEU SUA SENHA?
    Você receberá em seu e-mai uma nova senha para login.
    

    Assine 35 3529-2750

    Fale Conosco contato@clicfolha.com.br

    WhatsApp 35 9 9956-5000

    
    13/09/2019 10h31 - Atualizado em 13/09/2019

    Leitor: Ordenado de miséria...

    Muita gente ficou revoltada quando um promotor de Minas afirmou isto. O Brasil é um dos países que remunera melhor os políticos e os funcionários graúdos da justiça. Esta queixa do promotor me lembrou de algo que aconteceu na Argélia quando se tornou independente. Conheço bem esse país africano pois, quando ainda era colônia francesa fiquei 2 anos (obrigado!) como soldado e no final sargento do exército francês. A nova nação promulgou uma lei que dizia que todo trabalhador deve receber de 1 a 5 salários mínimos! Não sei se essa lei é aplicada lá hoje. Se houvesse a mesma lei no Brasil, nosso promotor mineiro poderia levar para casa, para sustento da família no máximo R$ 5.000,00 (arredondando). O mesmo aconteceria para nosso Presidente Jair e seus Generais-Ministros! Só assim que notariam que o salário mínimo brasileiro é bem baixo....!

    Pierre Bedouch – Passos/MG E-mail: p.bedouch@uol.com.br

    Postura de Lula

    É muita cara de pau. Lula escreveu uma carta ao povo brasileiro recheada de populismo, afirmando que o Brasil 'está sendo destroçado por um governo de traidores'. Critica, duramente, o programa de privatizações de bancos e empresas públicas e enfatiza a importância da Petrobras e do BNDES para o país. Para quem sonha voltar um dia ao poder, não poderia ser diferente. As privatizações tirariam a chance do Partido dos Trabalhadores, caso venha governar o país novamente, o que é quase impossível, de fazer o que fez durante os quase 14 anos em que governou o Brasil, praticar a corrupção desenfreada. Foi o governo mais corrupto da nossa história. Meteu a mão sem dó.
    Quando será consertado o estrago que foi feito? Só Deus sabe. A carta não parece ter sido escrita por alguém que está preso por prática de corrupção. Nunca vi tanto patriotismo. Sem essa, Lula.

    Jeovah Ferreira – Brasília/DF

    A volta da CPMF

    A volta da CPMF é um bom negócio para o governo e é péssimo negócio para o Brasil. Paulo Guedes pretende tirar R$ 250 bilhões do Brasil que trabalha, produz, gera emprego e paga a maior carga tributária do planeta e colocar esse dinheiro nos cofres do governo para pagar auxílio-paletó, fundo partidário, emenda parlamentar, lavagem dos carros oficiais e outras coisas que não agregam nada. Se o ministro da Economia esgotou seu repertório e insistir na volta desse imposto, ele deveria ser sumariamente demitido pelo presidente Bolsonaro.

    Mário Barilá Filho - São Paulo/SP 

    Mais sobre a editoria

    Guia da Cidade
    INCLUA SEU ESTABELECIMENTO

    Assine (35) 3529-2750

    Fale Conosco contato@folhadamanha.com.br

    WhatsApp (35) 9 8829-8351

    © 1984 - 2019 Folha da Manhã. Todos os direitos reservados.
    Desenvolvido por Mediaplus