• Assine (35) 3529-2750

    Fale Conosco contato@folhadamanha.com.br

    WhatsApp (35) 9 8829-8351

       
    ÁREA DO
    ASSINANTE
    ESQUECEU SUA SENHA?
    Você receberá em seu e-mai uma nova senha para login.
    

    Assine 35 3529-2750

    Fale Conosco contato@clicfolha.com.br

    WhatsApp 35 9 9956-5000

    
    12/09/2019 09h05 - Atualizado em 12/09/2019

    Coluna de Minas: ICMS subiu de R$33 mi para R$51 milhões

    Apesar das dificuldades econômicas que atormentam os governos federal, estaduais e municipais no Brasil, João Monlevade é uma das raras exceções e não tem muito o que reclamar, a não ser os atrasos nos repasses de recursos pelo Governo de Minas. Sua principal fonte de receita, o ICMS, no entanto, subiu de R$33.727.526,09 em 2006 para R$51.620.100.18 no ano passado (2018), representando um aumento considerável de 53% na receita da Prefeitura. Os anos de maior crescimento da receita de ICMS ocorreram no último ano do governo do ex-prefeito Teófilo Torres e no primeiro ano do governo da atual prefeita, Simone Carvalho. (A Notícia Regional- João Monlevade)

    Semed elege textos para etapa de olimpíada 

    A Prefeitura de Divinópolis, por meio da Secretaria Municipal de Educação (Semed), divulgou resultados da etapa municipal da 6ª edição da Olimpíada da Língua Portuguesa com o tema “Escrevendo o futuro”. A fase completou-se entre 4 e 5 de setembro. A comissão julgadora do Centro de Referência dos Profissionais da Educação (CRPE) selecionou textos que vão representar o município na etapa estadual. O governo municipal participa da Olimpíada da Língua Portuguesa 2019 para escolas de 5º a 9º ano da rede municipal. Para apoiar professores no desenvolvimento de trabalhos, CRPE oferece cursos de formação continuada e capacitação, de acordo com categorias de prêmios para alunos que produzem textos. (Gazeta do Oeste- Divinópolis)

    Santa Casa recebe doação de tecido 

    Na última semana, a Santa Casa de Misericórdia de Barbacena recebeu a doação de tecido (brim) que vão ser utilizados na confecção de faixas a serem utilizadas no método Mãe Canguru. O Mãe Canguru é desenvolvido pela Santa Casa e tem ajudado muitos bebês que precisam ficar internados na instituição. O método consiste em um tipo de cuidado neonatal humanizado que implica no contato precoce pele a pele, entre mãe e bebê prematuro (nascido antes de completar todo o período gestacional). Neste procedimento não é só a mãe que participa, mas também o pai ou qualquer outra pessoa da família.. (Folha de Barbacena) 

    Furquim terá obras no seu sistema de água

    Na noite da última sexta-feira, 6, o prefeito Duarte Júnior se reuniu com os moradores do distrito de Furquim para falar sobre as ações que vão acontecer na comunidade para melhorar o sistema de abastecimento de água. Além de ouvir a comunidade, Du solicitou que a Fundação Renova - responsável pela elaboração e execução do projeto - explicasse para a população o que vai ser feito e quais são os prazos para execução. As ações vão acontecer em etapas distintas. A primeira consiste na perfuração de poços artesianos para melhorar de forma imediata o volume da água que é distribuída na localidade. (Portal da Cidade- Mariana)

    Combate à dengue segue durante estiagem 

    Mesmo sem a chuva, que é o principal facilitador para a proliferação do mosquito Aedes aegypti, as equipes do Programa de Combate à Dengue seguem o trabalho em imóveis de Uberlândia para retirada de ovos do inseto. O período de estiagem reduziu o número de notificações, que nas últimas semanas não passaram de cinco por dia, segundo o Centro de Controle de Zoonoses. Desde o dia 5 de agosto não é registrada uma chuva de intensidade suficiente para ser captada pelo Laboratório de Climatologia da Universidade Federal de Uberlândia. Neste período, segundo o coordenador do programa de combate ao mosquito, José Humberto Arruda, a tarefa das equipes da Zoonoses tem um foco diferente, mas com o mesmo tipo de objetivo: evitar o nascimento do Aedes. (Diário de Uberlândia)

    Mais de 60 ataques de escorpião em sete dias

    Em apenas uma semana, o Hospital Universitário Clemente de Faria (HUCF) atendeu 64 pessoas vítimas de picada de escorpião em Montes Claros e cidades da região. Em uma dessas ocorrências, um menino de 3 anos não resistiu às complicações e morreu. A criança, que é de Bocaiuva, foi levada para o HU, em Montes Claros, referência nesse tipo de atendimento. Montes Claros e região são áreas que registram muita infestação de escorpiões. No ano passado, a cidade liderou o ranking mineiro de picadas do animal peçonhento – foram 2.728, segundo dados da Secretaria de Estado de Saúde.  

    12/09/2019
    8 / 1

    Coluna de Minas: ICMS subiu de R$33 mi para R$51 milhões

  • Mais sobre a editoria

    Guia da Cidade
    INCLUA SEU ESTABELECIMENTO

    Assine (35) 3529-2750

    Fale Conosco contato@folhadamanha.com.br

    WhatsApp (35) 9 8829-8351

    © 1984 - 2019 Folha da Manhã. Todos os direitos reservados.
    Desenvolvido por Mediaplus