• Assine (35) 3529-2750

    Fale Conosco contato@folhadamanha.com.br

    WhatsApp (35) 9 8829-8351

    ÁREA DO
    ASSINANTE
    ESQUECEU SUA SENHA?
    Você receberá em seu e-mai uma nova senha para login.
    

    Assine 35 3529-2750

    Fale Conosco contato@clicfolha.com.br

    WhatsApp 35 9 9956-5000

    
    03/09/2019 11h23 - Atualizado em 03/09/2019

    Galo corre para fechar com goleiro Wilson

    Com Cleiton convocado para a seleção olímpica e Victor ainda sem se recuperar da tendinite do joelho esquerdo, Galo busca alternativa no mercado para ter mais um goleiro à disposição para a partida de domingo

    ELO HORIZONTE - A diretoria do Atlético-MG tem pressa para poder acertar com o goleiro Wilson, do Coritiba, pois precisará do goleiro já na partida deste domingo, contra o Botafogo, às 16h (de Brasília), no Engenhão. Isso porque Victor não se recuperou totalmente da tendinite no joelho esquerdo e, sendo assim, não tem condições de jogo no Rio. Como Cleiton está convocado para a seleção olímpica, as opções para goleiro do Galo são escassas.


    Com Victor e Michael machucados e Cleiton convocado, a primeira opção para goleiro seria Fernando, de 22 anos, que não tem nenhum jogo como profissional pelo Atlético. Por isso a necessidade da contratação de um novo goleiro.


    A contratação de Wilson, que é aguardado em Belo Horizonte nesta terça-feira, tem que ser publicada no Boletim Informativo Diário (BID) da CBF até sexta-feira, 6, para ele ter condições de jogo no domingo.


    No Coxa desde julho de 2015, Wilson tem 210 partidas com a camisa alviverde, todas como titular. Nesta temporada foram 19 jogos. Além de defender a meta coxa-branca, o goleiro também é cobrador de pênaltis e marcou dez gols pelo clube paranaense.


    O Atlético-MG perdeu os três últimos jogos no Campeonato Brasileiro (diante de Athletico-PR, Bahia e Corinthians) e deixou o G-6 neste domingo, com o revés contra o Corinthians. Atualmente, o Galo está em 7º, com 27 pontos, empatado com o Inter, o 6º, que leva a melhor no saldo de gols - cinco contra quatro.


    Em 2016 o Atlético também teve o mesmo problema no gol. Victor se machucou às vésperas de um jogo da Libertadores, contra o Colo-Colo. Giovanni assumiu a posição, mas sofreu uma grave lesão na face, na partida seguinte. Tendo apenas Uilson, ainda sem experiência, disponível, o Galo precisou contratar o goleiro Lauro às pressas.


    Lauro nem chegou a jogar. Uilson atuou nos cinco jogos durante o período em que Victor ficou de fora, com Lauro compondo o banco nessas ocasiões. 

    Mais sobre a editoria

    Guia da Cidade
    INCLUA SEU ESTABELECIMENTO

    Assine (35) 3529-2750

    Fale Conosco contato@folhadamanha.com.br

    WhatsApp (35) 9 8829-8351

    © 1984 - 2019 Folha da Manhã. Todos os direitos reservados.
    Desenvolvido por Mediaplus