• Assine (35) 3529-2750

    Fale Conosco contato@folhadamanha.com.br

    WhatsApp (35) 9 8829-8351

    ÁREA DO
    ASSINANTE
    ESQUECEU SUA SENHA?
    Você receberá em seu e-mai uma nova senha para login.
    

    Assine 35 3529-2750

    Fale Conosco contato@clicfolha.com.br

    WhatsApp 35 9 9956-5000

    
    23/08/2019 10h32 - Atualizado em 23/08/2019

    Leitor: Revés do PSDB

    O revés quem sofre pela não expulsão de Aécio Neves, não é o governador João Dória, com desejava, mas o próprio PSDB, que mantém no partido o hoje deputado, com 30 votos contra e 4 a favor. Já que, Dória fez a sua parte em nome da ética, ao rejeitar a permanência em seu partido de um investigado na Lava Jato, delatado pela JBS! Dirigentes desta empresa que inclusive filmaram o primo de Aécio, recebendo na sede da empresa uma mala com R$ 2 milhões, exatamente como o deputado, ex-candidato a presidência, tratou o caso por telefone com um dos donos da JBS, Joesley Batista. Ou seja, não dá para dizer que foi um suposto ato de corrupção, não é verdade?! Será que os caciques tucanos votaram contra a expulsão de Aécio Neves, por ele saber muito no mínimo sobre uso de caixa dois pelo partido?!...

    Paulo Panossian – São Carlos/SP 

    Gastos públicos

    A grande maioria dos entes públicos (federais, estaduais e municípais) estão gastando mais do que arrecadam, e olhem que arrecadam demais. Os dois principais motivos são salários altos e trabalho de menos, com obras mal administradas e superfaturadas. Se os políticos e funcionários públicos tivessem seus bens e salários reduzidos para pagar os déficits, como ocorre na iniciativa privada, onde há 13 milhões de desempregados, mas zero no funcionalismo público, a administração melhoraria se só houvesse o número necessário de funcionários concursados.

    Mário A. Dente - São Paulo/SP

    Fundo eleitoral

    O PSL receberá R$ 479 milhões, o PT R$ 463 milhões, o MDB R$ 329 milhões e o PSDB R$ 297 milhões. Somente esses quatro partidos serão beneficiados com R$ 1,568 trilhão. Teoricamente todo esse dinheiro será utilizado para custear as campanhas eleitorais dos nobres parlamentares que nos representarão. Quanta cortesia os contribuintes brasileiros dispensam aos políticos. Estamos financiando este absurdo sabendo que esses recursos são utilizados das maneiras mais ilícitas possíveis e imagináveis. O antigo modelo de se fazer política, que financia essa bandalheira, precisa acabar o quanto antes. O Brasil não suporta mais tanta deslealdade.

    José Carlos Saraiva da Costa - Belo Horizonte/MG

    Virou negócio
    ONG, por aqui e no mundo, virou negócio faz tempo. Por aqui, neste caso, quanto mais queimar a floresta, mais dinheiro ganham.


    Paulo Boccato - São Paulo/SP 

    Mais sobre a editoria

    18 de Setembro de 2019
  • 16 de Setembro de 2019
  • 14 de Setembro de 2019
  • 13 de Setembro de 2019
  • 12 de Setembro de 2019
  • 11 de Setembro de 2019
  • 10 de Setembro de 2019
  • 09 de Setembro de 2019
  • 06 de Setembro de 2019
  • 05 de Setembro de 2019
  • Guia da Cidade
    INCLUA SEU ESTABELECIMENTO

    Assine (35) 3529-2750

    Fale Conosco contato@folhadamanha.com.br

    WhatsApp (35) 9 8829-8351

    © 1984 - 2019 Folha da Manhã. Todos os direitos reservados.
    Desenvolvido por Mediaplus