• Assine (35) 3529-2750

    Fale Conosco contato@folhadamanha.com.br

    WhatsApp (35) 9 8829-8351

    ÁREA DO
    ASSINANTE
    ESQUECEU SUA SENHA?
    Você receberá em seu e-mai uma nova senha para login.
    

    Assine 35 3529-2750

    Fale Conosco contato@clicfolha.com.br

    WhatsApp 35 9 9956-5000

    
    17/08/2019 10h49 - Atualizado em 17/08/2019

    Leitor: Consumidor esfoliado

    A gigante Omo da Unilever, acaba de lançar um novo produto, o Omo Lavagem Perfeita, em substituição gradativa ao Omo Multiação. Detalhe do lançamento: enquanto o último continha nas caixas 1 k e 2 kgs, este lançamento agora terá 800 gramas e 1600 gramas.

    Ou seja, redução de 20% na quantidade ofertada, provavelmente até com um "pequeno" aumento de preço.

    Justificativa : O "novo" produto, o tal lavagem perfeita, seria muito melhor e renderia muito mais que o anterior. Assim, em tese, o consumidor não estaria levando desvantagem. Pois sim.

    Este fenômeno já acontece sistematicamente com grande parte dos produtos; basta ver as caixas e barras de chocolates, as embalagens de leite em pó, assim como já aconteceu e ninguém percebe que Um litro de óleo de cozinha possui apenas 900 ml, que Um litro de Martini, é vendido agora com 750 ml, são só exemplos.

    Já viram que os eletrodomésticos hoje quase não dão conserto, dado ao custo da reposição de peças? Tudo isto dentro do mesmo princípio econômico de esfoliar o consumidor.

    São reduzidas as quantidades, porém logo em seguida, os preços são aumentados até o preço do tamanho anterior, isto quando não já não ocorre nenhuma redução de preço no lançamento da redução das quantidades e alterações para "novo".

    Além do efeito cascata que ocorre com as demais marcas, ou acham que os "concorrentes" não vão também reduzir suas quantidades e manter o preço?

    Isto porque viramos consumidores compulsórios, consumidores de mídia, que acreditamos em propagandas do tipo pague 5 e leve 6.

    E enquanto isto os recursos financeiros escoam dos bolsoS dos consumidores para os cofres dos concentradores da economia.

    Isto tudo porque o capitalismo é péssimo, é um sistema horroroso, porém é o menos pior dos sistemas econômicos que já se sonharam neste planeta de homens pretenciosos, predadores e gananciosos.

    Faz parte da horrorosa e amputada democracia onde colocamos nossos representantes que não nos representam e que, pela natureza humana a que pertencem, só buscam seus próprios benefícios, sobre a qual também se diz, é apenas o menos pior de todos os sistemas de governo existentes.

    Na prática, de forma eficaz, qual o sistema para se lutar contra esta situação?
    Não se vislumbra nada e segue o cortejo.

    Roberto Barbieri - Passos-MG 

    Descaramento
    Este projeto de abuso de autoridade, liderado por Rodrigo Maia e seus deputados, que deixa aberto a livre interpretação da lei, permitindo abuso dos incriminados em crimes, está cheirando maracutaia.Se o presidente Bolsonaro sancionar, já saberemos o motivo. 

    É um descaramento este projeto.

    Luiz Frid - São Paulo/SP

    Mais sobre a editoria

    18 de Setembro de 2019
  • 16 de Setembro de 2019
  • 14 de Setembro de 2019
  • 13 de Setembro de 2019
  • 12 de Setembro de 2019
  • 11 de Setembro de 2019
  • 10 de Setembro de 2019
  • 09 de Setembro de 2019
  • 06 de Setembro de 2019
  • 05 de Setembro de 2019
  • Guia da Cidade
    INCLUA SEU ESTABELECIMENTO

    Assine (35) 3529-2750

    Fale Conosco contato@folhadamanha.com.br

    WhatsApp (35) 9 8829-8351

    © 1984 - 2019 Folha da Manhã. Todos os direitos reservados.
    Desenvolvido por Mediaplus