• Assine (35) 3529-2750

    Fale Conosco contato@folhadamanha.com.br

    WhatsApp (35) 9 8829-8351

    ÁREA DO
    ASSINANTE
    ESQUECEU SUA SENHA?
    Você receberá em seu e-mai uma nova senha para login.
    

    Assine 35 3529-2750

    Fale Conosco contato@clicfolha.com.br

    WhatsApp 35 9 9956-5000

    
    10/08/2019 11h04 - Atualizado em 10/08/2019

    Samsung anuncia novos celulares

    A Samsung anunciou nesta quarta-feira, 7, o seu novo smartphone topo de linha, o Galaxy Note 10, durante evento em Nova York. O aparelho terá dois modelos diferentes: o Note 10, com tela de 6,3 polegadas, e o Note 10+, com 6,8 polegadas. Nos EUA, o Note 10 custará US$ 949 (8 GB de memória e 256 GB de armazenamento), o Note 10+ custará US $1.099 (12GB RAM / 256GB) e US$ 1.199 (12 GB RAM / 512 GB). Ainda não há informações para o Brasil.

    Os dois celulares terão tela infinita de Amoled, com um furo na tela para a câmera de selfie, que ficará no centro do aparelho - o visual é bem parecido com o do Galaxy S 10. O Note Plus é o celular da Samsung com a maior tela – a título de comparação, o S10 tem tela de 6,1 polegadas e o S10 oferece um visor de 6,4 polegadas. O iPhone XS Plus Max tem tela de 6,5 polegadas. A tela do Note 10+ tem resolução Quad HD+ (3.040 x 1.440 pixels), enquanto o Note 10 é Full HD+ (2.280 x 1.080).

    Pela primeira vez, a Samsung anunciou um aparelho sem entrada para fones de ouvido – a empresa segue a tendência da Apple, que acabou com a entrada para fones no iPhone 7 em 2016.

    Para o site The Verge, a companhia disse que precisou remover a entrada para aumentar o tamanho da bateria. 

    Como o novo aparelho faz parte da linha Note, a caneta não poderia ficar de fora. Desta vez, ela terá novos recursos: o usuário poderá, por exemplo, controlar celular apontando a caneta para a tela, sem tocá-la. A S Pen poderá controlar apps, como o YouTube por movimentos. A empresa abriu para que desenvolvedores externos possam fazer o mesmo com seus apps. 

    A caneta do Galaxy Note 10 interage com a câmera, permitindo que o usuário faça ilustrações em realidade aumentada.

    Quanto à câmera, ambos os aparelhos terão sistema triplo, com sensor principal de 12 MP (megapixels). A câmera de selfie do Note 10 e do Note 10 Plus terão 10 MP (megapixels).

    Nos EUA, o processador dos dois modelos de Note 10 será o Qualcomm Snapdragon 855. O Note 10 terá uma bateria de 3.500 mAh, enquanto a versão plus oferecerá 4.300 mAh – um salto em relação ao sucessor Galaxy Note 9, que tem bateria de 4.000 mAh. A bateria, diz a companhia, foi desenvolvida para durar o dia todo e tem suporte à tecnologia Fast Charging 2.0. 

    Além disso, o Note 10 terá memória RAM de 8GB e armazenamento de 256GB, e o 10+ terá 12GB de RAM e um armazenamento de 256GB com a possibilidade de expansão com um cartão microSD.
    O Note 10+ estará disponível nas cores aura glow, (que lembra bastante o P30 Pro, da Huawei), branco, preto e azul. O Note 10 estará disponível em aura glow, branco, preto, rosa e vermelho. 

    A Samsung também anunciou versões dos dois aparelhos com conexão 5G. Assim, como aconteceu com o Galaxy S 10, eles serão exclusivos nos EUA da operadora Verizon e custarão a partir de US$ 1.300. Não há informações para o Brasil ainda.  

    Mais sobre a editoria

    Guia da Cidade
    INCLUA SEU ESTABELECIMENTO

    Assine (35) 3529-2750

    Fale Conosco contato@folhadamanha.com.br

    WhatsApp (35) 9 8829-8351

    © 1984 - 2019 Folha da Manhã. Todos os direitos reservados.
    Desenvolvido por Mediaplus