• Assine (35) 3529-2750

    Fale Conosco contato@folhadamanha.com.br

    WhatsApp (35) 9 8829-8351

    ÁREA DO
    ASSINANTE
    ESQUECEU SUA SENHA?
    Você receberá em seu e-mai uma nova senha para login.
    

    Assine 35 3529-2750

    Fale Conosco contato@clicfolha.com.br

    WhatsApp 35 9 9956-5000

    
    08/08/2019 09h19 - Atualizado em 08/08/2019

    Trailblazer, um SUV valente

    Modelo 2020 da Chevrolet anda bem e é versátil no uso urbano

    Tião Oliveira - Especial para o Folha Motors

    O Chevrolet Trailblazer chega à linha 2020 em versão única, Premier. Além da nomenclatura, a novidade fica por conta de mais uma função no OnStar. Agora, os atendentes do assistente pessoal podem enviar indicações do serviço de concierge diretamente para os aplicativos Waze e Google Maps em uso no carro. Por ora, o serviço só está disponível para Android Auto.


    Os preços subiram. Com motor 3.0 V6 a gasolina de 265 cv, a tabela parte de R$ 193.190. Com o 2.8 turbodiesel de 200 cv, são R$ 235.990. Os aumentos foram de R$ 3.300 e R$ 4 mil, respectivamente. O câmbio é sempre automático de seis marchas e a tração é nas quatro rodas com reduzida.


    O visual, assim como a ampla lista de itens de série, não mudou. O SUV sai da fábrica de São José dos Campos (SP) com s monitores de ponto cego e de saída involuntária da faixa de rolamento e aviso de tráfego na traseira. Há partida do motor a distância.


    Dá para ligar o ar-condicionado de fora do carro e deixar a cabine com a temperatura escolhida. Os bancos são de couro. O do motorista tem ajustes elétricos para assento e encosto.


    Com 4,88 metros de comprimento e 2,85 m de entre-eixos, o SUV leva até sete pessoas – nesse caso, a capacidade do porta-malas cai de 554 litros para 205 l.


    Parrudo

    Nesta avaliação, feita apenas na cidade, o SUV foi aprovado. O modelo é parrudo. A versão avaliada, com motor turbodiesel, dispõe de bons 51 mkgf. Como essa força fica disponível cedo, às 2 mil rpm, o modelo acelera com vigor. E não faz feio mesmo nas saídas de semáforo, a despeito de seus 2.161 kg. Contribui para isso um recurso batizado pela GM de CPA. O módulo eletrônico gerencia o acoplamento da transmissão. O resultado são acelerações e retomadas de velocidade bem rápidas.


    As suspensões encaram sem medo vias esburacadas e isolam os ocupantes dos impactos com buracos. A dianteira é independente e a traseira é do tipo 5-Link, com molas helicoidais e barra estabilizadora.


    Lombadas e depressões no asfalto são superados sem esforço. Mérito também dos pneus 265/60 calçados em rodas de 18”. Os ajustes da direção eletroidráulica agradam. Em baixa velocidade, é fácil manobrar o SUV. Em vias rápidas, o peso do volante aumenta e a sensação de segurança nas mudanças de trajetória é total.


    O SUV de grande porte da Chevrolet conta ainda com um dos pacotes de segurança mais completos da categoria. Além do serviço de notificação automática em caso de acidente, destaca-se o alerta de desvio de faixa, o alerta de colisão frontal, o alerta de ponto cego e o alerta de movimentação traseira.


    O alerta de desvio de faixa possui uma câmera na parte superior do para-brisas que “lê” as faixas da via e emite um aviso toda vez que perceber que o veículo está saindo involuntariamente da pista. Se o pisca estiver acionado, o mecanismo entende que a manobra é intencional e não entra em ação.

    Mais sobre a editoria

    Guia da Cidade
    INCLUA SEU ESTABELECIMENTO

    Assine (35) 3529-2750

    Fale Conosco contato@folhadamanha.com.br

    WhatsApp (35) 9 8829-8351

    © 1984 - 2019 Folha da Manhã. Todos os direitos reservados.
    Desenvolvido por Mediaplus