• Assine (35) 3529-2750

    Fale Conosco contato@folhadamanha.com.br

    WhatsApp (35) 9 8829-8351

       
    ÁREA DO
    ASSINANTE
    ESQUECEU SUA SENHA?
    Você receberá em seu e-mai uma nova senha para login.
    

    Assine 35 3529-2750

    Fale Conosco contato@clicfolha.com.br

    WhatsApp 35 9 9956-5000

    
    01/08/2019 08h52 - Atualizado em 01/08/2019

    Equipe do 3º FNTP já se vê organizando a 4ª edição

    COM 100% DE VOLUNTÁRIOS, AS EQUIPES QUE VÃO DESDE A RECEPÇÃO DOS GRUPOS TEATRAIS ATÉ a cerimônia de apresentação ATUAM PARA QUE O FESTIVAL SEJA REALIZADO COM ORGANIZAÇÃO E CARINHO

    Adriana Dias - Especial para a Folha

    Para a grande maioria a chegada do Festival Nacional de Teatro de Passos é de muita expectativa. Mas para a equipe realizadora e organizadora, que conta com 100% de voluntários para que tudo saia o mais próximo do perfeito possível, o fim de um evento já é o início dos preparativos para o próximo. “E, que venha o 4ºFNTP. Evoé”, evoca Maurílio Romão, idealizador e diretor geral do festival.


    A presidente da Associação de Desenvolvimento Cultural Regional (Adesc Regional) Isabella Vieira conta que fazer parte da equipe de três festivais de teatro é muito gratificante. “Em uma semana a cidade se transforma. Fica mais viva, mais alegre e mais artística, e poder fazer parte desta história, é muito bom”, afirma Isabella.

     

    Para Dalber Rodrigues, fazer parte deste projeto incrível é uma satisfação enorme. “Desde o primeiro festival cuido da organização do alojamento onde recebemos quase 200 artistas. Tenho prazer em receber as pessoas, cuidar para que se sintam em casa. Tendo como prioridade um bom local para dormir, um banho quente e uma comida deliciosa. Nestes oito ou dez dias nos tornamos uma família.

     

    E quando tudo acaba e todos vão embora fica aquele vazio. As pessoas vão, as energias maravilhosas vão, o bom dia e os abraços apertados e fica a saudade e o melhor: fica o orgulho de ver esse evento tomar a proporção que está tomando e sempre penso comigo que eu fiz e faço parte disso tudo”, assegura o voluntário.


    Carla Correa coordenou no festival as equipes de fotografia, apoio e edição de imagens, e para ela, quando Maurílio Romão a convidou para o 1º Festival, ela não pensou duas vezes. “Hoje olhando para os três festivais  só penso no próximo. Na garra das pessoas que fazem o festival acontecer. E, a cada clique, quando vejo um olhar de encantamento só penso que nós fomos lá e fizemos acontecer o FNTPassos.”


    Foram quase 100 pessoas nas várias equipes separadas por temáticas como produção, técnica, oficinas, cerimonial, cidades vizinhas, entretenimento, cobertura fotográfica, assessoria de imprensa e apoio.
     

    Mais sobre a editoria

    Guia da Cidade
    INCLUA SEU ESTABELECIMENTO

    Assine (35) 3529-2750

    Fale Conosco contato@folhadamanha.com.br

    WhatsApp (35) 9 8829-8351

    © 1984 - 2019 Folha da Manhã. Todos os direitos reservados.
    Desenvolvido por Mediaplus