• Assine (35) 3529-2750

    Fale Conosco contato@folhadamanha.com.br

    WhatsApp (35) 9 8829-8351

       
    ÁREA DO
    ASSINANTE
    ESQUECEU SUA SENHA?
    Você receberá em seu e-mai uma nova senha para login.
    

    Assine 35 3529-2750

    Fale Conosco contato@clicfolha.com.br

    WhatsApp 35 9 9956-5000

    
    25/07/2019 10h08 - Atualizado em 25/07/2019

    FNTP recebe quatro espetáculos e três oficinas

    PROGRAMAÇÃO CONTINUA COM TRÊS ESPETÁCULOS PARTICIPANTES DA COMPETIÇÃO, UMA PEÇA CONVIDADA E TRÊS OFICINAS PARA ATORES, ESTUDANTES, EDUCADORES E DRAMATURGOS

    Nathália Araújo - Especial para a Folha

    A programação do 3º Festival Nacional de Teatro de Passos, o FNTP, segue a todo vapor e hoje, conta com mais um espetáculo convidado. Às 21h, o Teatro Rotary recebe As Tias em “Quando Ismália Enlouqueceu”, que também foi apresentado no evento do ano passado. A dramaturgia tem o intuito de instigar o público a entrar no jogo e a refletir sobre as mudanças que moldam os dias atuais.
    As personagens, com mais 60 anos, foram educadas para uma realidade totalmente oposta à que vivem e não se contentam em ficar em casa cuidando de netos e fazendo trabalhos manuais. São pessoas decididas que fazem pilates, hidroginástica e voltam aos bancos escolares para uma educação mais decisiva. Além de destacar importantes poetas, enfatizam o prazer e a alegria de viver em qualquer idade, é um oásis de recordações e saborosas lembranças.
    Seguindo a programação desta quinta, três grupos se apresentam para disputar o troféu Gilda Parenti. O Projeto de Extensão Tu Produção e Memória entra em cena às 13h, no Teatro Rotary, com a peça “A Cerimônia”. Narrando as peripécias de Jerônimo e Vicente em suas fantasias de tornarem-se grandes atores de teatro, a história apresenta a busca pelo sucesso, transformando tudo em um palco e as pessoas em espécies de bonecos para suas bizarras cerimônias. A classificação indicativa é para maiores de 16 anos.
    Logo após, o Coletivo Peneiras encena o espetáculo “Arraigada”, na Estação Cultura. Indicado para maiores de 12 anos, o monólogo da vida à Druvalina, que tem o sonho de contar sua história em um livro. É a trajetória de uma mulher que foi desplantada de sua terra em busca de uma vida melhor, fugindo de situações que poderiam fazer o livro de sua vida ter poucas páginas. O texto desperta questões como “O quão belo é ser mãe meio a suas dificuldades, desde a descoberta ao carregar sua prole?”; a trama leva a outros temas como violência doméstica, a força da sobrevivência e o poder da humanidade brasileira mediante ao sistema imposto.
    Por último e livremente inspirada na obra Valsa nº 6 de Nelson Rodrigues, “Sônia” foi produzido com muitas ideias advindas do grupo, através de indicações dos professores do curso de teatro da Universidade Federal de Minas Gerais, a Universidade Federal de Minas Gerais e da Arve’Luz Teatro e Poesia, que apresenta o espetáculo às 18h, no Palácio da Cultura.
    A peça, também indicada para maiores de 12 anos, repousa sobre a palavra, trabalhada dramaticamente. Resultou um poema dramático, em que a conclusão do monólogo é poesia; superando o aspecto discursivo, racional e lógico, para se viajar no território da criação livre, do imponderável e da pureza; o grupo enfatiza a fragilidade e a busca pela protagonista.
    Além das apresentações teatrais, hoje é o primeiro dia das oficinas: “Jogo Dramático e Cena”, “Resumindo Shakespeare” e “O Indivíduo e a Comunicação”. Para os interessados em participar das atividades, as inscrições podem ser realizadas pelo site www.festivalteatropassos.com.br. O FNTP é totalmente gratuito e aberto à população.

    Carmo
    Assinado pela Damião e Cia. de Teatro, o premiado espetáculo de rua ‘As Presepadas de Damião’ será encenado neste sábado, 27, às 16h, na Praça do Boi em Carmo do Rio Claro. O espetáculo faz parte da programação do 3º Festival Nacional de Teatro de Passos.
    Inspirada no conto medieval O Ferreiro e a Morte e na mitologia católica, principalmente a oriunda da literatura de cordel, o espetáculo de rua As Presepadas de Damião narra o encontro de um tipo popular com duas figuras ilustres: Menino Jesus e São Pedro. “Em agradecimento à hospitalidade, Damião recebe a prenda de três pedidos e acaba alterando o ciclo natural das coisas ao impedir que A Morte cumpra sua sentença. Trata-se da saga de um anti-herói, símbolo de todos os sobreviventes de nosso país, que, dia após dia, engana a morte à sua própria maneira”, conta Rodrigo.  

    A trupe 
    Inspirada pela teatralidade do ator na rua, a Damião e Cia. de Teatro nasceu em 2012, em Barão Geraldo, distrito de Campinas. A partir do olhar apurado de atores egressos do curso de Artes Cênicas da Unicamp, o grupo passou a investigar as manifestações populares do Brasil. Em 2012, após íntima aproximação do Cavalo-Marinho e da Folia de Reis, a trupe estreou o espetáculo As Presepadas de Damião: de como fez fortuna, venceu o Diabo e enganou a Morte com as Graças de Jesus Cristo. Um ano depois, em Estrela da Madrugada: a história de um palhaço apaixonado, o grupo se enveredou pelo universo das pantomimas clássicas e da essência do circo-teatro brasileiro.  

    Mais sobre a editoria

    Guia da Cidade
    INCLUA SEU ESTABELECIMENTO

    Assine (35) 3529-2750

    Fale Conosco contato@folhadamanha.com.br

    WhatsApp (35) 9 8829-8351

    © 1984 - 2019 Folha da Manhã. Todos os direitos reservados.
    Desenvolvido por Mediaplus