• Assine (35) 3529-2750

    Fale Conosco contato@folhadamanha.com.br

    WhatsApp (35) 9 8829-8351

    ÁREA DO
    ASSINANTE
    ESQUECEU SUA SENHA?
    Você receberá em seu e-mai uma nova senha para login.
    

    Assine 35 3529-2750

    Fale Conosco contato@clicfolha.com.br

    WhatsApp 35 9 9956-5000

    
    26/06/2019 10h21 - Atualizado em 26/06/2019

    Cera quente é a melhor opção para o inverno

    A DEPILAÇÃO COM CERA QUENTE É MAIS ACONSELHÁVEL DO QUE A FRIA NEStA ÉPOCA DO ANO

    Fernanda Freire - Da Redação

    Mesmo sendo mais prática, no frio a depilação com cera pode desanimar aqueles que preferem se livrar dos pelos indesejados. A estação mais fria do ano pede pouca exposição da maior parte do corpo e a depilação deixa de ser prioridade, para virar segundo plano. Ainda assim, a cera quente é a melhor opção para quem busca durabilidade e menor grau de desconforto, como defende a depiladora Luana Santos da Silva.
    A temperatura da cera quente auxilia na abertura dos poros do corpo, o que facilita a remoção dos pelos, tornando o processo mais rápido e menos doloroso. Luana comentou que apesar desse ser um método popular, ainda percebe um tabu sobre a dor no procedimento. Isso porque “ela é relativa e vai muito da sensibilidade de cada cliente, que deve se dedicar a cumprir com os aconselhamentos da depiladora” para garantir um melhor aproveitamento.
    Realizar uma esfoliação e tomar um banho de água quente antes de ir até o salão pode ser uma boa saída para colaborar com a retirada dos pelinhos. “É importante lembrar que a higiene do local escolhido esteja em dia”, complementou Luana.
    Também existem ceras no mercado de cosméticos com composições especiais, elaboradas para quem busca além do método de remoção dos pelos, hidratação corporal e relaxamento. Essas, podem ser compostas de alga e mel, por exemplo. Com o frio, a pele tende a ficar mais seca, lembrou a depiladora, o que pode ocasionar descamação e algumas rachaduras. “Um bom conselho é beber muita água e hidratar a pele com óleos e hidratantes. Mas nunca após a depilação, pois a pele precisa respirar”, considerou.
    A escolha da depiladora e do local especializado também são cruciais para um bom resultado. Luana comentou que a profissional deve estar sempre com luvas e “todos os materiais utilizados em sua depilação devem ser descartáveis”, de uso individual, para evitar qualquer contaminação na pele. O pós procedimento merece atenção redobrada, especialmente nas áreas com maior grau de exposição, como o buço ou as pernas, que, em contato com o sol nas próximas 24h, apresentam risco de manchar a pele: então o protetor solar, mesmo no inverno, é indispensável.
    Em uma comparação a longo prazo, o hábito da depilação com cera quente só traz benefícios. Pele lisinha, sem manchas, com pelos cada vez menos grossos ou falhados. 

    Mais sobre a editoria

    Guia da Cidade
    INCLUA SEU ESTABELECIMENTO

    Assine (35) 3529-2750

    Fale Conosco contato@folhadamanha.com.br

    WhatsApp (35) 9 8829-8351

    © 1984 - 2019 Folha da Manhã. Todos os direitos reservados.
    Desenvolvido por Mediaplus