• Assine (35) 3529-2750

    Fale Conosco contato@folhadamanha.com.br

    WhatsApp (35) 9 8829-8351

    ÁREA DO
    ASSINANTE
    ESQUECEU SUA SENHA?
    Você receberá em seu e-mai uma nova senha para login.
    

    Assine 35 3529-2750

    Fale Conosco contato@clicfolha.com.br

    WhatsApp 35 9 9956-5000

    
    18/06/2019 10h32 - Atualizado em 18/06/2019

    Indivíduos cometem atos impróprios em construção

    Seção Livre

     Moradores das proximidades da rua Dálias, no bairro Cohab, em Passos, estão preocupados e com medo da construção de uma igreja, próxima ao número 1.214. O motivo de tamanha preocupação se dá pelo fato de pessoas frequentarem o lugar, principalmente à noite, para usarem substâncias ilegais e praticarem atos impróprios, muitas das vezes. Um assinante da Folha entrou em contato com a reportagem e revelou que não sabe mais o que fazer, porque perdeu o sossego e a segurança de ficar em sua própria casa. “Não sei quem é o responsável pela obra, mas deveria ser cercada, pois, usuários de drogas entram no local o dia todo. Porém, à noite é muito pior, porque ficam mais pessoas e elas não respeitam os moradores, pois fazem coisas que não deveriam ser feitas na rua. Tem criança aqui perto que pode ver ou até escutar. Uma falta de respeito”, disse. Um leitor da Folha disse que fica atento quando chega à sua casa, ainda mais à noite. Acrescentou também que sua família evita sair nesse período. Quando sai, só em caso de emergência. “Olha, é uma situação muito complicada. Achamos que vamos ter sossego em nossas casas, mas não temos. Muitas das vezes, eles pedem dinheiro para quem passa na rua. Fico com medo, pois não sei se eles vão nos abordar. Não sabemos do que eles são capazes de fazer, ainda mais sob efeito de drogas. Não sei a quem eu devo recorrer, aliás, quase nenhum dos moradores sabe”, falou o leitor. Por fim, os moradores pedem providências, uma vez que já não aguentam mais tanta bagunça, principalmente no período noturno. “Seria bem melhor se fosse feita uma ronda da polícia, algo assim, pois, assim, acredito que eles sairiam daqui. O que eles fazem não é certo. Se eles ficassem no local conversando, não fazendo o uso de substâncias ilícitas, não teria problema nenhum. Mas eles estão extrapolando, passando dos limites”, finalizou o reclamante.

    Resposta:
    A assessoria de comunicação do 12º batalhão da Polícia Militar de Passos informou que vai ser realizado policiamento nas imediações e, caso os moradores vejam pessoas fazendo uso de drogas, devem ligar no 3211-2026. Orientamos os moradores a procurarem o responsável pela construção, para que finalize ou feche a obra.  

    Mais sobre a editoria

    Guia da Cidade
    INCLUA SEU ESTABELECIMENTO

    Assine (35) 3529-2750

    Fale Conosco contato@folhadamanha.com.br

    WhatsApp (35) 9 8829-8351

    © 1984 - 2019 Folha da Manhã. Todos os direitos reservados.
    Desenvolvido por Mediaplus