• Assine (35) 3529-2750

    Fale Conosco contato@folhadamanha.com.br

    WhatsApp (35) 9 8829-8351

    ÁREA DO
    ASSINANTE
    ESQUECEU SUA SENHA?
    Você receberá em seu e-mai uma nova senha para login.
    

    Assine 35 3529-2750

    Fale Conosco contato@clicfolha.com.br

    WhatsApp 35 9 9956-5000

    
    23/05/2019 09h41 - Atualizado em 23/05/2019

    "Os Tempos são Chegados"

    Arnaldo Grecco Muniz - Especial para a Folha

    Fala-se muito em “fim do mundo”, todavia o que terá fim será da humanidade não cristã, má, egoísta e orgulhosa, essa civilização hipócrita e ambiciosa prevista pelos Mestres Siderais.
    Os “fins de tempos” selecionam a humanidade nos planos físico e astral, efetuando a limpeza psíquica de todo planeta, eliminando o conteúdo mental deletério, proveniente dos vícios e paixões descontrolados.
    As características que marcam acentuadamente “esses tempos” são os desregramentos humanos, os pensamentos dissolutos que se espalham como as ervas daninhas por toda a humanidade, formando um ambiente perigoso para a existência das pessoas equilibradas e sugerindo o descaso para os valores da Vida Espiritual. Há uma efervescência de energias primitivas saturando a Terra, provocando a perversão do gosto e o aumento da falta de vigilância espiritual.
    O mais débil pensamento sensual encontra bastante alimento para se fortalecer e há um voluptuoso e pérfido convite no ar atraindo os incautos e por isso, as pessoas obedecem facilmente a um “comando pervertido” que as empurra de encontro aos prazeres animalescos.
    A “influência das Trevas” domina estimulando o gosto pelas sensações brutais e pervertidas.
    Nesses tempos são acelerados os conflitos, as brigas, os desentendimentos entre as criaturas; as guerras se transformam em pavorosos matadouros científicos. Desenrolam-se acontecimentos espantosos, praticam-se crimes hediondos, aparecem taras perigosas e esmagam-se os sentimentos bons e puros que ainda mantinham a mínima moral possível.
    Os Construtores Siderais que criam os mundos, obedecendo á direção técnica da Suprema Lei preveem as épocas psicológicas nas quais ocorrem os desregramentos periódicos de cada agrupamento espiritual reencarnado; daí ajustarem as modificações físicas dos planetas, as purificações e retificações de suas humanidades quando elas atingem a insânia coletiva.
    A massa mental corrompida, também chamada “lixo magnético” que se acumula sobre a crosta dos orbes físicos tem que ser eliminada a fim de que não se consolidem a desarmonia total e a enfermidade psíquica coletiva.
    Esse genial trabalho beneficia o orbe que melhora o seu coeficiente físico e sua posição planetária, favorecendo ainda os seus habitantes que são selecionados para desfrutarem de uma vida melhor em sua Casa limpa.
    Nesses tempos profetizados dá-se a proliferação patológica dos espíritos daninhos que se desenvolvem no terreno mental desregrado da humanidade.
    O astral dos mundos contaminados pelas impurezas mentais dos seus habitantes transforma-se em contínua fonte das expressões inferiores, como as larvas, miasmas, elementares, formas horrendas e colônias de bacilos psíquicos que se angustiam para se materializar no meio físico.
    Essas forças micro gênicas que destroem e corrompem tornam-se uma ponte viva entre o plano astral e o plano físico.
    Mediante esse processo, os Trevosos operam com êxito encontrando sintonia na mente dos incautos. Dominam e se apoderam do pensamento humano e pouco a pouco os compele às mais devassas e cruéis tarefas.
    Eles idealizam e concretizam seus festivais satânicos de dores e de sensações lúbricas.
    Mesmo os espíritos fortes não resistem muitas vezes às provocações e seduções endereçadas pelos adversários desregrados das Sombras e acabam sucumbindo.
    A grande quantidade de almas endurecidas que se debruçam e se alimentam sobre o planeta, acaba criando um panorama de enfermidades perigosas para a coletividade em sua integridade física, mental, moral e espiritual.
    Poucas Almas serão poupadas e não reencarnarão e outras serão chamadas para o mundo Espiritual antes dos últimos acontecimentos, e muitos seres terão suas vidas preservadas, sendo retirados ou “arrebatados” para lugares seguros. Espíritos já libertos das provas purificadoras do planeta e que pertencem à Falange do Cordeiro, aceitarão a tarefa de ajudarem aos terráqueos desesperados nos momentos de acerbas dores, preocupando-se apenas em socorrer os humanos em suas aflições quando a dor coletiva em todos os quadrantes do Globo, inclusive no Plano Astral, juntará as “ovelhas” dispersas sob o cajado do Sublime Pastor Divino.
    Vejamos agora as palavras do Amado Jesus sobre o Fim do Mundo na linguagem popular:
    - “Porque ouvireis falar de guerras e de rumores de guerras; olhai; não vos perturbeis porque importa que estas coisas aconteçam, mas não é ainda o fim”. “Levantar-se-á nação contra nação e reino contra reino e haverá pestilência, fome, terremotos em todos os lugares. E todas essas coisas serão princípio das dores!...” (Mateus, cap. XXIV, vv. 6 a 8).
    Continua o Amigo Divino: - “Quanto ao dia e à hora ninguém sabe, mas unicamente o Pai”.
    Como sinal da “Chegada dos Tempos” previstos será pregado o Evangelho por todo o mundo, e então chegará o fim.
    Poucos percebem que nas palavras de Jesus, quando Ele disse que o Evangelho seria pregado a todos os povos, há a manifestação do amor e da bondade do Pai proporcionando a última chance de regeneração espiritual. Bem aventurados, portanto, aqueles que realmente se evangelizarem antes dos acontecimentos profetizados para o “fim dos tempos”.
    A eclosão desses acontecimentos dar-se-á pela presença de um planeta intruso que se move em direção a Terra. A sua órbita é oblíqua ao eixo imaginário do nosso orbe (ver o capítulo do livro Planeta Intruso). A sua influência magnética far-se-á até que se complete a verticalização da posição da Terra. Quando o eixo da Terra estiver totalmente verticalizado, o planeta intruso já estará distanciado da Terra.
    Confirmo que as coisas irão se suceder, queiram ou não os incrédulos que devem refazer os seus pensamentos para tirarem as suas conclusões, porque eles serão os mais afetados na hora fatal.
    Reúnem-se nos planos espirituais deste planeta, uma imensidão de espíritos desencarnados em intenso movimento de preparação para o socorro a que se fará necessário dentro de pouco tempo. (Fonte: livro “Mensagens do Astral” do Espírito Ramatis, psicografado pelo médium Hercílio Maes, em Curitiba 1956.) 

    Mais sobre a editoria

    Guia da Cidade
    INCLUA SEU ESTABELECIMENTO

    Assine (35) 3529-2750

    Fale Conosco contato@folhadamanha.com.br

    WhatsApp (35) 9 8829-8351

    © 1984 - 2019 Folha da Manhã. Todos os direitos reservados.
    Desenvolvido por Mediaplus