• Assine (35) 3529-2750

    Fale Conosco contato@folhadamanha.com.br

    WhatsApp (35) 9 8829-8351

       
    ÁREA DO
    ASSINANTE
    ESQUECEU SUA SENHA?
    Você receberá em seu e-mai uma nova senha para login.
    

    Assine 35 3529-2750

    Fale Conosco contato@clicfolha.com.br

    WhatsApp 35 9 9956-5000

    
    18/05/2019 09h52 - Atualizado em 18/05/2019

    Fãs de Game of Thrones se decepcionam

    O suspense continua sobre a identidade da pessoa que poderá reinar: Sansa Stark segue de perto seu irmão Bran na casa de apostas William Hill, que recebeu cerca de 50.000 libras, segundo um porta-voz

    A oitava e última temporada de Game of Thrones ainda não terminou, mas milhares de fãs já expressam sua decepção diante de um desfecho que consideram desleixado.
    “Refaçam a oitava temporada de Game of Thrones com autores competentes”, exige uma petição lançada no site Change.org, que reunia na quinta-feira mais de 650.000 assinaturas. O último episódio vai ao ar no domingo, 19, à noite nos Estados Unidos.
    “A última temporada infelizmente é a pior”, lamenta um fã da série, AegonStarkgaryen, contactado via Reddit e que não quis fornecer sua verdadeira identidade. Em questão, o ritmo acelerado da série do canal a cabo HBO, à custa de alguns atalhos que irritaram, incluindo a perturbadora transformação de Daenerys Targaryen.
    “Tornar mau um dos dois principais heróis requer manobras corretas (...) para que os fãs possam aceitar”, ressalta A. Ron Hubbard, um dos dois apresentadores do podcast Game of Thrones The Podcast. E “não acho que eles fizeram o trabalho muito bem”.
    Outra questão que tem gerado tensão, a mudança inesperada de Jaime Lannister, que deixou “perplexa” Valerie Garver, professora de história medieval da Universidade de Northern Illinois.
    “Há poucos episódios (6 contra 10 em cada uma das seis primeiras temporadas)”, ressalta. “Parece que a trajetória de alguns personagens soa falsa, porque não lhes deram tempo suficiente. Parece (que os autores) estavam impacientes, que se apressaram”.
    Os autores, David Benioff e D. B. Weiss, não comentaram as críticas recebidas. Antes do lançamento da 8ª temporada, eles explicaram à revista Entertainment Weekly que, para a exibição do último episódio no domingo, ficariam “longe da internet” e esperariam para saber “quando poderão sair com segurança”.

    Livros fazem falta
     O penúltimo episódio (5ª da temporada), transmitido no domingo, 12, foi avaliado em 6,1 (de 10) no site do IMDb (mais de 113.000 internautas deram nota), enquanto GoT nunca tinha registrado nota abaixo de 8,1 até o final da sétima temporada.
    “Todo mundo fez o melhor que conseguiu, dadas as circunstâncias”, disse, em reação aos críticos, o ator Pilou Asbaek, que interpreta Euron Greyjoy, ao site Insider. “Eu acho que esta temporada vai passar no teste do tempo”.
    “Esta série é tão boa e foi tão relevante que, mesmo que as pessoas se decepcionem com o final, permanecerá como algo extraordinário”, diz Valerie Garner.
    A decepção de parte dos fãs não é sentida na audiência. O episódio 5 bateu o recorde com 12,5 milhões de espectadores ao vivo (18,4 milhões com diferido) nos Estados Unidos.
    O suspense continua sobre a identidade da pessoa que poderá reinar no domingo, 19, sobre os Sete Coroas: Sansa Stark segue de perto seu irmão Bran na casa de apostas britânica William Hill, que recebeu cerca de 50.000 libras em apostas, segundo um porta-voz.
    “Infelizmente, é impossível terminar uma série tão complexa em um tempo tão limitado, mesmo que você tenha milhões e seja um bom roteirista”, lamenta AegonStarkgaryen.
    Alguns também atribuem essa queda na qualidade à ausência de um livro para sustentar o roteiro, uma vez que George R.R. Martin, autor da saga literária, parou, no momento, no sexto volume. “Parte (do problema) provavelmente vem daí”, diz Valerie Garner.
    A frustração de uma temporada truncada poderia, portanto, beneficiar, inclusive financeiramente, George R.R. Martin, que prometeu um sétimo e oitavo livro. “Eu acho que a parte central da história será a mesma nos livros (que virão)”, prevê AegonStarkgaryen, mas “todo o resto vai ser muito melhor desenvolvido e muito diferente”.
    O escritor garantiu esta semana em seu site que, ao contrário de um boato generalizado, ele não terminou os dois últimos livros da saga.
    Para alguns fãs, como Cass Fazio-Hardwick, embora George R.R. Martin tenha indicado aos autores da série como pretendia terminar sua história, “ele ainda não tinha acabado” seus livros na época, e “há uma boa probabilidade de que os livros terminem de uma maneira diferente. Nunca se sabe”.

    Mais sobre a editoria

    Guia da Cidade
    INCLUA SEU ESTABELECIMENTO

    Assine (35) 3529-2750

    Fale Conosco contato@folhadamanha.com.br

    WhatsApp (35) 9 8829-8351

    © 1984 - 2019 Folha da Manhã. Todos os direitos reservados.
    Desenvolvido por Mediaplus