• Assine (35) 3529-2750

    Fale Conosco contato@folhadamanha.com.br

    WhatsApp (35) 9 8829-8351

    ÁREA DO
    ASSINANTE
    ESQUECEU SUA SENHA?
    Você receberá em seu e-mai uma nova senha para login.
    

    Assine 35 3529-2750

    Fale Conosco contato@clicfolha.com.br

    WhatsApp 35 9 9956-5000

    
    16/05/2019 10h19 - Atualizado em 16/05/2019

    Mais de dois mil alunos se manifestam em Passos contra cortes

    Uma manifestação pacífica e educativa teve início no fim da tarde desta quarta-feira, 15, em Passos, na Praça do Rosário, reunindo cerca de dois mil alunos da Universidade do Estado de Minas Gerais (Uemg), Unidade Passos, do Instituto Federal do Sul de Minas, representantes de vários sindicatos, entre eles o Sindicato Único dos Trabalhadores da Educação (Sind-UTE), professores e familiares, contrários à decisão do presidente Jair Bolsonaro de cortes de 30% em universidades e institutos federais.
     Assim como em diversas cidades da região como Alfenas, Poços de Caldas, Varginha, Itajubá, Lavras, Muzambinho e Inconfidentes, os estudantes foram às ruas se manifestar escolhendo a maneira de mostrar descontentamento, fazendo paralisações.
     Em todo o país, mais de 190 cidades realizaram paralisações desde a manhã desta quarta-feira, seguindo até a noite com atividades relacionadas aos atos.
    Além de um vídeo elaborado pelos estudantes da Uemg, um aulão público foi realizado em parceria entre a universidade e o IF Sul de Minas. De acordo com o coordenador do curso de Publicidade e Propaganda da Uemg, Samuel Ponsoni, a aula vai contar com a fala do professor do IF Sul de Minas Rildo Borges Duarte, que vai fazer uma análise histórico-política conjuntural e geopolítica deste momento no país.
    “Vai haver uma leitura tripla da obra do educador Paulo Freire, que está sendo fortemente atacado por este governo e grupos reacionários que nem sequer conhecem o trabalho dele, um pesquisador que é honoris causa em mais de 40 universidades pelo mundo. É o pesquisador brasileiro mais traduzido no mundo, enfim, alguém que tem uma vasta pesquisa na área da educação. E esta aula será realizada pelos professores Camila Moura, que vai trazer um olhar mais filosófico, por Renata Farche, que traz um lado mais psicopedagógico, e por mim, que encerro falando da linguagem de Paulo Freire”, explicou Samuel Ponsoni.
    Alunos levaram cartazes com dizeres favoráveis à educação, questionamentos à decisão do governo pelos bloqueios de recursos e fizeram barulho com as baterias Guarateria e Venenosa. 

    Mais sobre a editoria

    Guia da Cidade
    INCLUA SEU ESTABELECIMENTO

    Assine (35) 3529-2750

    Fale Conosco contato@folhadamanha.com.br

    WhatsApp (35) 9 8829-8351

    © 1984 - 2019 Folha da Manhã. Todos os direitos reservados.
    Desenvolvido por Mediaplus