• Assine (35) 3529-2750

    Fale Conosco contato@folhadamanha.com.br

    WhatsApp (35) 9 8829-8351

    ÁREA DO
    ASSINANTE
    ESQUECEU SUA SENHA?
    Você receberá em seu e-mai uma nova senha para login.
    

    Assine 35 3529-2750

    Fale Conosco contato@clicfolha.com.br

    WhatsApp 35 9 9956-5000

    
    14/05/2019 09h46 - Atualizado em 14/05/2019

    Casos suspeitos de dengue sobem 139% em Alpinópolis

    O número de casos suspeitos de dengue subiu mais de 139% em Alpinópolis na última semana. Segundo o mais recente boletim epidemiológico, divulgado pela Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais (SES-MG) nesta segunda-feira, 13, existem 103 casos suspeitos da doença na cidade. No levantamento anterior, publicado menos de uma semana antes, eram 43 ocorrências.
     De acordo com o documento, a taxa de incidência de casos prováveis no município atinge 521,65, sendo classificada como muito alta. No levantamento anterior, a taxa era de 217,78 e considerada média. Alpinópolis já possui um caso confirmado e notificado como dengue em 2019. A informação foi divulgada pela Prefeitura Municipal, por meio de uma nota emitida em fevereiro, na qual o Centro de Vigilância em Saúde atestou a ocorrência da doença na cidade. Até o momento, a administração não se manifestou oficialmente no sentido de comunicar novos casos confirmados.
     O cálculo de incidência é realizado utilizando o número de notificações do município, que é dividido pela quantidade de habitantes e multiplicado por cem mil. Resultados abaixo de cem são considerados de baixa incidência, de cem até menos de 300, de média incidência, e, acima de 300, de alta incidência.
     No ano passado, apenas dois casos suspeitos foram registrados em Alpinópolis, nos meses de outubro e novembro. Por outro lado, em 2016, a cidade fechou o ano apresentando 237 casos suspeitos, números que colocaram o município, à época, na lista das localidades em situação com alta incidência da doença.
     A Prefeitura de Alpinópolis vem intensificando algumas ações com o fim de evitar a proliferação do mosquito. No fim de janeiro, teve início uma operação denominada Cata-Tudo, quando um caminhão passa recolhendo entulho das residências da cidade todas as quartas-feiras. Também estão sendo emitidas notificações a proprietários de terrenos sujos na zona urbana do município.

    Mais sobre a editoria

    Guia da Cidade
    INCLUA SEU ESTABELECIMENTO

    Assine (35) 3529-2750

    Fale Conosco contato@folhadamanha.com.br

    WhatsApp (35) 9 8829-8351

    © 1984 - 2019 Folha da Manhã. Todos os direitos reservados.
    Desenvolvido por Mediaplus