• Assine (35) 3529-2750

    Fale Conosco contato@folhadamanha.com.br

    WhatsApp (35) 9 8829-8351

    ÁREA DO
    ASSINANTE
    ESQUECEU SUA SENHA?
    Você receberá em seu e-mai uma nova senha para login.
    

    Assine 35 3529-2750

    Fale Conosco contato@clicfolha.com.br

    WhatsApp 35 9 9956-5000

    
    29/04/2019 05h00 - Atualizado em 29/04/2019

    Felinju prevê crescimento de 15%

    JURUAIA – A Feira de Lingerie de Juruaia (Felinju), que movimentou R$20 milhões em negócios na edição do ano passado, começa nesta quarta-feira, 1º de Maio e vai até o dia 4. A expectativa é de crescimento de 15% em 2019. O evento ocorre das 9h às 18h, entre os dias 1º e 3, e das 8h às 18h, no dia 4, no Expoju, em Juruaia, cidade conhecida como capital da lingerie.
    A expectativa é de crescimento de 15%, em relação ao ano anterior e são esperados mais de 25 mil visitantes para conhecer de perto as novidades dos 80 expositores participantes. Nesta edição, o encontro escolheu o governador Romeu Zema como patrono e vai homenagear Luiza Helena Trajano, do Magazine Luiza, personalidade do mundo do varejo.
    Com o tema “Moda que (se) Sustenta e a Moda que (te) Sustenta”, a feira promove o lançamento exclusivo das coleções Outono/Inverno de marcas de Juruaia, Andradas, Guaxupé, Uberaba, Muriaé, Betim, Nova Resende e Juiz de Fora. Em parceria com o Sebrae, é realizada a Rodada de Negócios, para captação de potenciais clientes, trazendo a possibilidade de produtos em pronta entrega com exclusividade em condições especiais.
    Em 2018, a Felinju movimentou R$20 milhões em negócios e a expectativa nesta edição é superar este número. “As empresas de Juruaia querem mostrar o potencial do negócio da lingerie como alternativa para driblar a crise”, comenta José Antônio da Silva, presidente da Associação Comercial e Industrial de Juruaia (Aciju).
    Paralelamente à feira, acontecerá o Festival Gastronômico Sabores de Juruaia, com bebidas e variedade de comidas típicas e shows regionais.

    Protagonismo feminino
    A cidade de Juruaia, considerada a capital da lingerie, detém o status de uma das maiores fabricantes do país. Em 1992, duas empresas deram início à produção de moda íntima no munícipio, mas acabaram fechando. No entanto, moradores da cidade enxergaram ali um negócio promissor e começaram a montar empresas, unindo qualidade, tendências alternativas e preço competitivos.
    O desenvolvimento de Juruaia, que tem cerca de 10 mil habitantes, é um verdadeiro exemplo de empreendedorismo, já que, em dez anos, a cidade conseguiu expandir sua economia, antes baseada na agropecuária, e se tornou um centro industrial de lingerie. A partir daí, as mulheres foram trocando as lavouras de café pelas máquinas de costura.
    Em 1997, foi fundada a Aciju, que impulsionou a profissionalização das empresas ao oferecer cursos gratuitos para os funcionários dos associados, com o apoio do Sebrae. A entidade começou com 35 indústrias de moda íntima e hoje conta com 200 confecções na cidade, que juntas, vendem aproximadamente 1,5 milhão de peças por mês.
    O polo de lingerie gera cerca de 5 mil empregos, ou seja, abrange quase 50% da população da cidade e ainda conta mão de obra de cidades vizinhas. As empresas juruaienses vendem para todo o país e exportam para Alemanha, Japão, Bolívia, Estados Unidos, Irlanda, entre outros. As mulheres lideram o comando das empresas, à frente de 95% das confecções. 

    Mais sobre a editoria

    Guia da Cidade
    INCLUA SEU ESTABELECIMENTO

    Assine (35) 3529-2750

    Fale Conosco contato@folhadamanha.com.br

    WhatsApp (35) 9 8829-8351

    © 1984 - 2019 Folha da Manhã. Todos os direitos reservados.
    Desenvolvido por Mediaplus