• Assine (35) 3529-2750

    Fale Conosco contato@folhadamanha.com.br

    WhatsApp (35) 9 8829-8351

       
    ÁREA DO
    ASSINANTE
    ESQUECEU SUA SENHA?
    Você receberá em seu e-mai uma nova senha para login.
    

    Assine 35 3529-2750

    Fale Conosco contato@clicfolha.com.br

    WhatsApp 35 9 9956-5000

    
    13/03/2019 10h06 - Atualizado em 13/03/2019

    Minas Gerais registra duas mortes por dengue em 2019

    Da Redação
    PASSOS – As duas primeiras mortes por dengue, em 2019, em Minas Gerais, foram confirmadas ontem pela Secretaria de Estado da Saúde. Uma foi em Betim, na Região Metropolitana de Belo Horizonte, e outra em Uberlândia, no Triângulo Mineiro. Outras 18 mortes estão em investigação por suspeita da doença em Minas.
    Segundo informações da secretaria, até a última segunda-feira, 11, foram registrados 44.320 casos prováveis de dengue, que são as ocorrências suspeitas e também as já confirmadas.
    De acordo com o último boletim epidemiológico, divulgado ontem pela secretaria, nove municípios da região apresentam incidência de casos prováveis de dengue acima de cem registros por cem mil habitantes. Passos, com 682 casos, e São Sebastião do Paraíso, com 587, são os que têm o maior número de registros de casos prováveis e aparecem entre os com incidência muita alta, quando há mais de 500 casos prováveis por cem mil habitantes. Em seguida, vem Cássia (68), Monte Santo (32), Itaú de Minas (31), Capetinga (27), Fortaleza de Minas (16) e São José da Barra (dez).
    Desde o início do ano, os registros de casos prováveis de dengue atingiram 17.783 ocorrências em janeiro, 24.913 em fevereiro e 1.534 até o dia 11 de março.
    Minas registrou, também, 640 casos prováveis de febre chikungunya e 187 de zika. De acordo com a Secretaria de Saúde, não há, até o momento, registro de mortes por chikungunya e zika no Estado.

    Mais sobre a editoria

    Guia da Cidade
    INCLUA SEU ESTABELECIMENTO

    Assine (35) 3529-2750

    Fale Conosco contato@folhadamanha.com.br

    WhatsApp (35) 9 8829-8351

    © 1984 - 2019 Folha da Manhã. Todos os direitos reservados.
    Desenvolvido por Mediaplus