• Assine (35) 3529-2750

    Fale Conosco contato@folhadamanha.com.br

    WhatsApp (35) 9 8829-8351

    ÁREA DO
    ASSINANTE
    ESQUECEU SUA SENHA?
    Você receberá em seu e-mai uma nova senha para login.
    

    Assine 35 3529-2750

    Fale Conosco contato@clicfolha.com.br

    WhatsApp 35 9 9956-5000

    
    12/02/2019 08h29 - Atualizado em 12/02/2019

    Grammy premia Childish e Kacey Musgraves

    Childish Gambino e Kacey Musgraves são destaques no Granny 2019 - o maior prêmio da música mundial, entregue pela Academia de Artes de Gravação Nacional dos Estados Unidos

    Pedro Rocha - Especial para a Folha

    Na noite de domingo, 10, aconteceu no Staples Center, em Los Angeles, a 61.ª cerimônia do Grammy, o maior prêmio da música mundial, entregue pela Academia de Artes de Gravação Nacional dos EUA, ou Naras, na sigla em inglês.
    No Grammy 2019, o rapper Kendrick Lamar , que liderava as indicações, concorrendo em oito categorias, conquistou apenas um troféu, de melhor performance de rap, por King’s Dead - e num empate com Bubblin, de Anderson .Paak. Ele concorria ao principal prêmio da noite, de álbum do ano, por ser o responsável pela trilha sonora de Pantera Negra, mas o prêmio ficou com Kacey Musgraves, pelo disco Golden Hour. Drake (Scorpion), Cardi B (Invasion of Privacy), Brandi Carlile (By The Way, I Forgive You), H.E.R. (H.E.R.), Post Malone (Beerpongs & Bentleys) e Janelle Monáe (Dirty Computer) também estavam indicados.
    Musgraves venceu ainda em mais três categorias e se tornou a maior vitoriosa da noite. Ela conquistou os prêmios de melhor álbum de country, também por Golden Hour, melhor música country, por Space Cowboy, e melhor performance country solo, por Butterflies.
    Mesmo sem ter ido à premiação, o rapper Childish Gambino também venceu quatro prêmios, de gravação do ano, música do ano, melhor performance de rap cantado e melhor clipe musical por This Is America. Ele concorria ainda por melhor música de R&B com Feels Like Summer, mas perdeu para Boo’d Up, de Ella Mai.
    Por ter o número grande de 84 categorias, o Grammy revelou, antes mesmo da premiação transmitida na TV, os vencedores de alguns dos prêmios da noite. A cantora Ariana Grande no Grammy, depois de seis indicações ao longo da carreira, este ano ela levou seu primeiro troféu pelo disco Sweetener (2018), na categoria de melhor álbum vocal pop.
    Já a cantora Lady Gaga começou a cerimônia já com dois troféus na mão, de melhor performance solo pela música Joanne (Where Do You Think You’re Goin’?), versão acústica para a música original lançada no álbum Joanne (2016), e também como melhor música escrita para mídia visual, por Shallow, em parceria com Bradley Cooper, da trilha sonora do filme Nasce Uma Estrela. Depois de iniciada a premiação, Lady Gaga e Bradley Cooper venceram mais um prêmio com Shallow, de melhor performance pop de duo ou grupo.
    Outra cantora pop que se destacou na premiação foi a britânica Dua Lipa, que depois de se apresentar com St. Vincent, mal descansou e já voltou ao palco para receber o troféu de melhor artista novo. Ela desbancou a favorita, H.E.R., que ficou com os prêmios de melhor álbum de R&B, por H.E.R. (2017), e melhor performance de R&B por Best Part, sua parceria com Daniel Caesar.
    A apresentação da cerimônia ficou a cargo da cantora Alicia Keys, que, para abrir os trabalhos, chamou ao palco para o discurso de abertura a ex-primeira-dama dos EUA, Michelle Obama, e também Lady Gaga, Jada Pikett-Smith e Jennifer Lopez.   

    Mais sobre a editoria

    Guia da Cidade
    INCLUA SEU ESTABELECIMENTO

    Assine (35) 3529-2750

    Fale Conosco contato@folhadamanha.com.br

    WhatsApp (35) 9 8829-8351

    © 1984 - 2019 Folha da Manhã. Todos os direitos reservados.
    Desenvolvido por Mediaplus