• Assine (35) 3529-2750

    Fale Conosco contato@folhadamanha.com.br

    WhatsApp (35) 9 8829-8351

    ÁREA DO
    ASSINANTE
    ESQUECEU SUA SENHA?
    Você receberá em seu e-mai uma nova senha para login.
    

    Assine 35 3529-2750

    Fale Conosco contato@clicfolha.com.br

    WhatsApp 35 9 9956-5000

    
    28/01/2019 06h00 - Atualizado em 28/01/2019

    Carlos Renato Lima Reis

    "Farei de Passos a melhor cidade para se viver"

    O prefeito de Passos, Carlos Renato Lima Reis, o Renatinho Ourives (PSD), acha que a pior fase de sua gestão já passou e, nesta segunda metade de seu mandato, vai colher o resultado de todo trabalho árduo que diz ter feito para a recuperação da credibilidade da administração pública passense. E promete muito trabalho. “Vamos inaugurar várias obras neste primeiro semestre. Trabalho em prol da qualidade de vida do povo de Passos, com transparência. Tenho certeza que farei de Passos a melhor cidade para se viver”.
     Renatinho não vê qualquer problema na sua aproximação com o PR, partido que evitou na sua campanha eleitoral e que, neste mês, passou a fazer parte da administração. “ Vejo que a vinda de novos colaboradores para a nossa administração, como reconhecimento do nosso trabalho em prol do povo de Passos; esperamos aumentar cada vez mais número de companheiros, para que, juntos, possamos somar esforços para vencer esse desafio que é administrar a nossa cidade”.

     Folha da Manhã - O senhor inicia em 2019 a metade final de seu mandato. Quais são as perspectivas para este novo período?
     R - Os dois primeiros anos foram de muita dificuldade, fizemos as mudanças necessárias e, nesses próximos dois anos, esperamos colher o resultado de todo o trabalho árduo que fizemos para a recuperação da credibilidade da administração pública passense.

     Folha da Manhã - Tanto a nível estadual quanto a federal houve mudanças radicais de comando. Como prefeito de Passos e agora representando os prefeitos da região à frente da Ameg, o que o senhor espera de Romeu Zema e Jair Bolsonaro?
     Renatinho - Sou um otimista nato! Estou muito esperançoso com o nosso presidente Bolsonaro e acredito muito na competência administrativa do nosso governador Zema em resgatar o Estado de Minas Gerais, que atravessa sua pior crise financeira da história.
    P - Tanto Zema quanto Bolsonaro estão adotando um enxugamento das máquinas administrativas. Na sua opinião, isso vai funcionar?
    R - Os desafios da administração pública hoje são enormes, as demandas são cada vez maiores, os recursos cada vez mais escassos. É necessário achar um ponto de equilíbrio e, para isso, terão que trabalhar muito e reafirmo que confio e acredito no sucesso deles.

    Folha da Manhã - Daria para adotar isso na Prefeitura de Passos, ou seja, em vez de criar secretarias e absorver mais terceirizados, dispensá-los para diminuir o custo da máquina?
    R - Você acha que se eu não tivesse feito o dever de casa estaríamos pagando os servidores em dia, inclusive o 13º salário de forma integral e também honrando o compromisso com fornecedores? Foi com muita luta e sacrifício que conseguimos obter esses resultados. E para que isso ocorresse, sacrificamos projetos que poderiam ser ofertados ao povo passense. Passos está sendo administrada com muita responsabilidade, e digo mais, Passos hoje é uma exceção no universo dos municípios mineiros.

    Folha da Manhã - Hoje, a Prefeitura tem uma folha de pagamento com servidores concursados da ordem de R$5 milhões e, segundo o Sindicato, gasta quase o dobro disso com terceirizados. Isso procede? Por que o custo é tão alto?
    R - Isso não corresponde à realidade em hipótese alguma. Nós fizemos em 2018 um recadastramento de todos os servidores, onde detectamos falhas e estamos fazendo as correções necessárias. Iniciamos um levantamento aos postos ocupados dos terceirizados e vocês podem ter certeza que estamos fazendo uma readequação de todos os serviços terceirizados. Assim como fizemos com os estagiários e com os contratos temporários.

    Folha da Manhã - No último pleito, o município de Passos perdeu representatividade política, especialmente em relação à Câmara dos Deputados. Isso pode prejudicar a administração municipal?
    R - Passos não tem vocação para andar a reboque de ninguém, nó temos hoje uma grande liderança estadual eleita pela terceira vez consecutiva, que é o nosso deputado estadual Cássio Soares, no qual confiamos que seu trabalho continuará correspondendo aos anseios de Passos e da região, assim como esperamos que o trabalho do deputado federal Emidinho Madeira seja a voz que a região precisa ter em Brasília.

    Folha da Manhã - Nos meios políticos, é dada como certa a sua saída do PSD. Se isso é fato, para qual partido o senhor pretende migrar e quando isso deverá ocorrer?
    R - Tentaram de todas as formas me indispor com meu amigo Cássio Soares. Sou um dos fundadores do PSD, partido pelo qual fui eleito juntamente com os meus companheiros. Causa-me estranheza esse tipo de colocação, porque sou soldado do partido e estou e estarei sempre à disposição do PSD.

    P - O senhor vem sendo criticado porque, na campanha eleitoral, vetava qualquer possibilidade de coligação com o PR. E agora anuncia que o partido passa a fazer parte da administração. O que mudou?
    R - Vejo que a vinda de novos colaboradores para a nossa administração, como reconhecimento do nosso trabalho em prol do povo de Passos; esperamos aumentar cada vez mais o número de companheiros, para que, juntos, possamos somar esforços para vencer esse desafio que é administrar a nossa cidade.

    Folha da Manhã - Essas modificações estão sendo vistas nos meios políticos como futuras alianças para as eleições. Elas têm esse objetivo? O senhor vai tentar a reeleição?
    R - A minha preocupação, hoje, é com o cidadão que precisa do remédio que o governo do Estado não manda, terminar a fila das cirurgias eletivas; minha preocupação é resolver o transporte escolar que sofre por falta de repasse do Governo, a minha preocupação é fazer o ‘tapa-buraco’, deixar a cidade limpa. Em momento algum me preocupei com a reeleição; o meu olhar é para o coletivo e com o compromisso que assumi com o povo.

    Folha da Manhã - O que o cidadão pode esperar para este ano, em termos de melhoria na qualidade de vida e dos serviços públicos?
    R - Trabalho, muito trabalho. Vamos inaugurar várias obras neste primeiro semestre. Trabalho em prol da qualidade de vida do povo de Passos, com transparência. Nossa cidade é a segunda cidade de Minas em transparência e, no próximo ano, será a primeira. Tenho certeza que farei de Passos a melhor cidade para se viver.
     

    Mais sobre a editoria

    Guia da Cidade
    INCLUA SEU ESTABELECIMENTO

    Assine (35) 3529-2750

    Fale Conosco contato@folhadamanha.com.br

    WhatsApp (35) 9 8829-8351

    © 1984 - 2019 Folha da Manhã. Todos os direitos reservados.
    Desenvolvido por Mediaplus