• Assine (35) 3529-2750

    Fale Conosco contato@folhadamanha.com.br

    WhatsApp (35) 9 8829-8351

    ÁREA DO
    ASSINANTE
    ESQUECEU SUA SENHA?
    Você receberá em seu e-mai uma nova senha para login.
    

    Assine 35 3529-2750

    Fale Conosco contato@clicfolha.com.br

    WhatsApp 35 9 9956-5000

    
    18/01/2019 08h04 - Atualizado em 18/01/2019

    "Turma da Mônica" ganha tirinhas com "Ben 10"

    tirinhas do cartunista brasileiro são a aposta para este começo de ano, em que os personagens do bairro do Limoeiro se encontram com protagonistas das animações do canal pago Cartoon Network

    Ludimila Honorato - Especial para a Folha

    Em novembro do ano passado, a Turma da Mônica ganhou espaço especial na televisão, no cinema e nas plataformas digitais em uma parceria com o Cartoon Network, que dedicou o mês à criação de Mauricio de Sousa. Agora, as tirinhas do cartunista brasileiro são a aposta para este começo de ano, em que os personagens do bairro do Limoeiro se encontram com protagonistas das animações do canal pago.
    Entre as “pessoas” que Mônica, Magali, Cebolinha e Cascão vão encontrar estão as heroínas de As Meninas Superpoderosas, Titio Avô, Ben 10 e a turma do Hora de Aventura.
    A série de tirinhas vem para aumentar a integração entre os personagens que, em 2018, apareceram juntos em ações nas plataformas digitais. Na TV, o canal tinha aumentado de 16 para 30 as horas de programação dedicadas à Turma da Mônica em novembro, mas sem integração.
    “A Turma da Mônica é um ícone da cultura brasileira de várias gerações”, diz Adriana Alcântara, porta-voz do Cartoon Network e diretora sênior de conteúdo e produção nacional dos canais infantis da Turner Brasil. “Agora, essa integração estará de forma mais perene nas tirinhas.”
    Por fazer parte da história de tantas pessoas, as novas tirinhas, assim como todos os conteúdos que saem da Mauricio de Sousa Produções (MSP) são voltamos para a família como um todo, explica Marcos Saraiva, gerente de digital da MSP.
    “É um conteúdo infantil, mas tem de ser aceito por pais, avós. A Turma já está na quarta geração (das famílias), não podemos nos limitar a fazer um conteúdo que só a criança vai se identificar”, diz Saraiva. O que pode mudar, segundo ele, é a linguagem de acordo com a plataforma em que a tirinha será divulgada, como o Twitter. “Nas tirinhas, temos liberdade criativa maior, tem tom mais ‘moderninho’.”
    Adriana explica que as tiras serão divulgadas apenas nas plataformas digitais, como site e redes sociais, e não há previsão para um material impresso, embora diga que “a chance sempre existe”. “Hoje não tem esse plano, foi uma ideia pensada para o digital mesmo, mas no CN a gente gosta e pensar fora da caixa e do avesso. Se isso vai se desdobrar para um material promocional específico, para ação pontual, não dá para dizer se sim ou não”, avaliou.
    Mas o fato de a diretora afirmar que “vem conversando bastante” com a equipe da MSP sobre futuras produções pode animar os fãs da turminha do Limoeiro. “Quando se faz uma ação pontual como foi a da Mônica e do Sansão, funciona muito bem para ambas as partes. Quando vai produzir peça que leva mais tempo e tem investimento maior, tem de pensar. Essas conversas estão sempre acontecendo, estamos falando em brincar mais com a Mônica Toy (série animada exibida no CN) em parceria com eles”, conta Adriana. Saraiva confirma que a ideia é vista “com bons olhos” e que a MSP “gostaria bastante” de novas produções com o Cartoon.
    No ano passado, com novembro dedicado à Mônica, o canal cresceu 19% em audiência comparado ao mês anterior entre o público de quatro a 11 anos de idade. Além disso, os vídeos da Turma da Mônica Toy representaram 14% do consumo total de vídeos do site no mesmo período.

    Processo criativo
    A Turma da Mônica tem uma estética própria e diferente dos desenhos do Cartoon. Saraiva conta que o trabalho em conjunto é diferente, porque a MSP não está acostumada a trabalhar nesse formato com parceiros, uma vez que a produção é majoritariamente própria e exclusiva à Mônica. No entanto, ele diz que Mauricio de Sousa já fez alguns crossovers ao longo do tempo, inclusive com o próprio Cartoon.
    “Estamos um pouco mais acostumados com os personagens do grupo Turner. Para nós, é bacana. Além de profissionais, a gente é fã do CN e da Turma da Mônica, é muito prazeroso, temos liberdade de trabalhar com personagens que a gente gosta”, afirma o gerente.
    O desafio, segundo ele, é dar um peso igual aos personagens, sem descaracterizá-los, e conseguir “agregar de forma legal” as duas famílias, mais do que se estivessem sozinhas.

    Mais sobre a editoria

    Guia da Cidade
    INCLUA SEU ESTABELECIMENTO

    Assine (35) 3529-2750

    Fale Conosco contato@folhadamanha.com.br

    WhatsApp (35) 9 8829-8351

    © 1984 - 2019 Folha da Manhã. Todos os direitos reservados.
    Desenvolvido por Mediaplus