• Assine (35) 3529-2750

    Fale Conosco contato@folhadamanha.com.br

    WhatsApp (35) 9 8829-8351

    ÁREA DO
    ASSINANTE
    ESQUECEU SUA SENHA?
    Você receberá em seu e-mai uma nova senha para login.
    

    Assine 35 3529-2750

    Fale Conosco contato@clicfolha.com.br

    WhatsApp 35 9 9956-5000

    
    15/12/2018 08h40 - Atualizado em 15/12/2018

    Preço da carne pode aumentar nas próximas semanas

    PASSOS - A menos de duas semanas para o início das comemorações natalinas e do fim do ano, as carnes podem apresentar alta nos mercados e açougues da cidade. Para aqueles que vão realizar as compras da ceia, há possibilidade de encontrar um preço mais elevado para os cortes suínos e bovinos. 
    De acordo com o  levantamento do Mercado Mineiro, realizado em cidades do Estado, a indicação é que vai ter um aumento para quase todos os cortes do açougue. 
    Em Passos, o cenário ainda é incerto. Entre os seis estabelecimentos pesquisados, dois  confirmaram o aumento, dois já aumentaram os preços nos meses anteriores e dois não têm previsão para a alteração. 
    De acordo com o gerente de compras da rede Rilda Supermarket, João Paulo Paim, o aumento é observado sempre na segunda quinzena de dezembro. Os cortes de primeira concentrarão a elevação, principalmente a alcatra e o contra-filé, que são as carnes mais utilizadas nas comemorações de fim de ano. Os suínos, como lombo e pernil, têm um aumento na procura e no preço. As carnes de segunda não terão modificações no valor. 
    O percentual de aumento pode variar entre 6% a 15%. O contra-filé apresentou uma adição  de 6%, já o miolo de alcatra de 12%. Os suínos podem aumentar de 15% a 20%. O gerente de compras acredita que a alteração não vai atrapalhar as vendas da época.
    “Vai ser um aumento sutil, o mercado vai tentar se adaptar. Com certeza vai dar uma impactada, mas os consumidores não deixarão de comprar. Vai tentar subir de uma forma que agrade o consumidor”, comentou. 
    Enquanto alguns açougues já enxergam o aumento, outros não têm previsão ainda para a alteração. Apesar de o preço do boi oscilar, o gerente da Passos Carnes, Luciano de Oliveira Souza, comentou que houve um aumento há um mês atrás e que não há previsão para novas alterações. “Acredito que, até o fim do ano, não suba mais, quase certeza que a minha tabela não vai ter alteração”, contou. 
    Matéria exclusiva para assinantes

    Faça já a sua assinatura, tenha o jornal impresso em sua casa ou dê de presente para quem você gosta e ganhe o acesso nas páginas digitais pela internet, ou seja: Versão Impressa + Digital.

    Mais sobre a editoria

    Guia da Cidade
    INCLUA SEU ESTABELECIMENTO

    Assine (35) 3529-2750

    Fale Conosco contato@folhadamanha.com.br

    WhatsApp (35) 9 8829-8351

    © 1984 - 2019 Folha da Manhã. Todos os direitos reservados.
    Desenvolvido por Mediaplus