• Assine (35) 3529-2750

    Fale Conosco contato@folhadamanha.com.br

    WhatsApp (35) 9 8829-8351

    ÁREA DO
    ASSINANTE
    ESQUECEU SUA SENHA?
    Você receberá em seu e-mai uma nova senha para login.
    

    Assine 35 3529-2750

    Fale Conosco contato@clicfolha.com.br

    WhatsApp 35 9 9956-5000

    
    14/12/2018 05h58 - Atualizado em 14/12/2018

    Vereador sofre pedido de cassação

    ITAÚ DE MINAS – A sentença proferida pela juíza Elisandra Alice dos Santos Camilo, da comarca de Pratápolis, que condena o vereador Oberdan Faria (PSDB) e o ex-vereador Gilson Luiz da Silva por improbidade administrativa, continua repercutindo em Itaú de Minas. Isso porque, na última terça-feira, 11, o também parlamentar Roberto Vieira (PRB) entrou com um pedido de cassação do mandato de Oberdan, cuja aceitação será votada na sessão da próxima terça-feira, 18.
     
    De acordo com a Ação Civil Pública proposta pelo Ministério Público do Estado de Minas Gerais, em fevereiro de 2010, Oberdan solicitou à Câmara Municipal uma diária para viagem – no valor de R$225 – para ir até Belo Horizonte, mas, na volta, não apresentou comprovantes justificando os gastos. Outro ponto alegado pela sentença é que, em junho do mesmo ano, o vereador prestou contas retroativamente utilizando uma nota fiscal falsa. 
    Matéria exclusiva para assinantes

    Faça já a sua assinatura, tenha o jornal impresso em sua casa ou dê de presente para quem você gosta e ganhe o acesso nas páginas digitais pela internet, ou seja: Versão Impressa + Digital.

    Mais sobre a editoria

    Guia da Cidade
    INCLUA SEU ESTABELECIMENTO

    Assine (35) 3529-2750

    Fale Conosco contato@folhadamanha.com.br

    WhatsApp (35) 9 8829-8351

    © 1984 - 2019 Folha da Manhã. Todos os direitos reservados.
    Desenvolvido por Mediaplus