• Assine (35) 3529-2750

    Fale Conosco contato@folhadamanha.com.br

    WhatsApp (35) 9 8829-8351

    ÁREA DO
    ASSINANTE
    ESQUECEU SUA SENHA?
    Você receberá em seu e-mai uma nova senha para login.
    

    Assine 35 3529-2750

    Fale Conosco contato@clicfolha.com.br

    WhatsApp 35 9 9956-5000

    
    06/12/2018 10h45 - Atualizado em 06/12/2018

    Doutores da Alegria conquistam título de Utilidade Pública

    Da Redação
    PASSOS – Diante da dificuldade em receber parte dos escassos recursos municipais, estaduais e federais, diversas entidades e ONGs sofrem para continuar oferecendo os seus serviços sem a ajuda necessária. Porém, esse cenário pode ser modificado agora para a Associação Doutores Amigos da Alegria de Passos, que, no último dia 3, conquistou o título de Utilidade Pública Estadual.
    Sem uma sede própria e com inúmeros obstáculos para fomentar o trabalho oferecido, o grupo, que já contou com mais de 50 voluntários, hoje, contabiliza aproximadamente 20, sempre com um nariz vermelho, uma maquiagem divertida, um jaleco e instrumentos, nomes e exames médicos divertidos, dividem-se (e alegram) entre as visitais semanais aos hospitais, creches e lar de idosos da cidade. 
    Com a lei já em vigor, a representante da associação, Solange Lima, disse que a esperança de aquecer o grupo foi reacendida. “Essa conquista, para nós, significa que devemos continuar lutando pelos nossos sonhos e mostra que alcançaremos cada um deles. Já oramos e agradecemos muito, porque muita gente estava desanimada e, agora, até arrepiamos com a notícia, foi uma benção de Deus, mesmo”, disse.
    Metaforicamente, o principal objetivo do grupo é colorir os ambientes, como os quartos e corredores dos hospitais que emanam tristeza e dor, e o espaço dos lares de idosos, que abriga desde moradores enfermos àqueles que foram abandonados ou esquecidos pelos seus familiares.
    Quem conhece e já viu o trabalho dos doutores nesses locais garante que a presença dos voluntários é realmente capaz de transformar lágrimas em sorrisos. “Meu filho permaneceu no HRC (Hospital Regional do Câncer) por muitos meses e bastava ouvirmos a cantoria dos doutores chegando para que o clima melhorasse. É muito mágico e inesquecível todo esse trabalho. Quando estão nos quartos, esquecemos a doença e entramos mesmo nas brincadeiras”, contou uma entrevistada, fã do grupo, que preferiu não se identificar. 
    Para ela, o único defeito do grupo de voluntários é o curto tempo das visitas. “Não sei se é porque ficamos muito felizes, que o tempo parece passar rápido demais, ou se realmente as visitas são curtas. É muito ruim quando eles deixam os quartos, parece que a mágica vai embora no mesmo instante em que deixam o corredor”.
    Há anos engajado na vida política e ciente da relevância da atuação do grupo para o município e toda a região, o passense Tuco Campos, que batalhou pela conquista do título, contou que tudo só foi possível devido ao esforço dos também parlamentares Rodrigo Pacheco (DEM), eleito senador em Minas Gerais, Fred Costa (Patri), eleito deputado federal, e Iran Parreira (PMDB), vereador. 
    Ainda em sua fala, Campos garantiu que o futuro dos doutores será promissor. “Sabemos que os recursos estaduais e federais estão escassos, mas agora, com o título, será mais fácil conquistá-los. Estamos muito satisfeitos, até mesmo porque várias entidades solicitam a utilidade e poucas conseguem, isso foi um mérito e nos permite trabalhar até mais felizes agora”, afirmou.
    06/12/2018
    8 / 1

    Doutores da Alegria conquistam título de Utilidade Pública

  • Mais sobre a editoria

    Guia da Cidade
    INCLUA SEU ESTABELECIMENTO

    Assine (35) 3529-2750

    Fale Conosco contato@folhadamanha.com.br

    WhatsApp (35) 9 8829-8351

    © 1984 - 2018 Folha da Manhã. Todos os direitos reservados.
    Desenvolvido por Mediaplus