• Assine (35) 3529-2750

    Fale Conosco contato@folhadamanha.com.br

    WhatsApp (35) 9 8829-8351

    ÁREA DO
    ASSINANTE
    ESQUECEU SUA SENHA?
    Você receberá em seu e-mai uma nova senha para login.
    

    Assine 35 3529-2750

    Fale Conosco contato@clicfolha.com.br

    WhatsApp 35 9 9956-5000

    
    30/11/2018 06h58 - Atualizado em 01/12/2018

    Passense se inspira em Lewis Carroll

    O ESCRITOR ANDRÉ NASCIMENTO REALIZA, NA SEGUNDA-FEIRA, 3, ÀS 19H30, na CASA DA CULTURA DE PASSOS, O LANÇAMENTO DE SEU LIVRO ?O COELHO?

    Fernanda Freire - Especial para a Folha

    O passense, professor de inglês, português e redação no Colégio Status Poliedro André L. Nascimento elaborou o livro ‘O Coelho’, uma obra direcionada ao público adolescente e jovem adulto, que conduz o leitor a uma intertextualidade de personagens inspirados nos romances de Lewis Carroll. André se prepara para o lançamento de sua primeira produção e convida a população para prestigiá-lo nessa próxima segunda-feira, 3, às 19h30, no anfiteatro da Casa da Cultura de Passos.
    A aventura começa na cidade de São Paulo. Linhas de metrô, ruas engarrafadas, aeroportos e a bela Ponte Estaiada são palcos de várias cenas de ação, cheias de adrenalina e espantos. ‘O Coelho’ retrata uma Alice distante do país das maravilhas, ainda que a história seja acompanhada por muitas fantasias. Em sua criação, Alice é uma adolescente de 16 anos, “alta e desenvolvida, uma mulher formada que não entendeu o porquê de ser assim e sempre fora alvo de bullying em sua escola, em São Paulo”, detalhou André. Com o desenrolar da trama, ela descobre que essas diferenças nada mais são do que herança da original.
    Apesar de estar no auge da puberdade, a personagem é uma garota isolada, silenciosa, introvertida e que está sempre com fones de ouvido e capuz. “Ela se esconde do mundo”, afirmou André. Seu comportamento discreto advém também do ódio que enfrenta em sua casa com sua mãe, que não aceita ter perdido sua juventude e uma carreira de modelo por enfrentar uma gravidez indesejada na adolescência. “Alice decide se esconder do mundo”, continuou André.
    Sua rotina vira de cabeça para o ar quando demônios disfarçados de crianças e lobisomens tentam matá-la pelas ruas paulistas. Um misterioso homem com uma tatuagem de coelho nas costas e que nunca revela seus olhos surge para salvá-la, mesmo que sempre atrasado. Apenas com o surgimento dos seres que querem vê-la morta, é que Alice começa a perceber o quão valiosa, forte, inteligente e especial ela é. Para não acabar sacrificada, ela acaba se redescobrindo e tornando-se uma mulher forte e destemida, tudo o que sempre quis ser.
    Não bastasse isso, Alice descobre possuir cópias pelo mundo quando uma de suas aparece, decidida a unir forças com a jovem para destruir a verdadeira raiz das cópias: um ser cruel e milenar que, durante séculos, alimentou-se do coração das cópias para sobreviver e dominar as criaturas que todos julgavam não passarem de lendas. Unicórnios antropófagos, sereias carnívoras, fadas assassinas, vampiros subterrâneos e uma infinidade de criaturas assustadoras irão caçá-las até que a original consiga o que quer: o coração de Alice.
    A medida que a história avança, Alice “desce”, cada vez mais, buraco adentro, ou seja, “para encontrar o coração de todo o mau que a persegue, desce por todo o sul do Brasil, passando por paisagens florestais, rodovias e cânions de tirar o fôlego, sempre com hordas monstruosas em seu encalço”, explicou o autor. O clímax se dá na bela e gélida Patagônia Argentina, cenário perfeito para a morada da grande vilã da história.
    “Nessa luta, que chegará até os lugares mais frios do planeta, a jovem descobrirá que seu livro favorito, Alice No País das Maravilhas, é muito mais do que uma simples história de ninar, e que todas as personagens maravilhosas que ela sempre amou são as respostas para o maior enigma de sua vida. Mas irá seu Coelho conseguir salvá-la? Irá ele chegar na hora certa? Ou, assim como no antigo livro de Lewis Carroll, ele continuará sempre atrasado?”, questionou André.
    Ainda que ‘O Coelho’ estabeleça uma intertextualidade com Carrol, Nascimento garante que a obra “trata-se de uma roupagem totalmente nova e única. Não é apenas uma transformação de um livro antigo para uma versão atual, aliás, isso é o que o livro não pretende ser em momento algum. Lewis é único, e também sua criação. O Coelho é uma história nova e imprevisível. O fato do leitor conhecer Alice no País das Maravilhas não fará, em momento algum, a história ser previsível”, assegurou. A conexão reside apenas no fato de que o antigo e famoso livro era, na verdade, uma espécie de bíblia criada pelo próprio Lewis que, conhecedor da maldição das várias e várias Alices que ainda viriam, deixou-o como um guia enigmático para que, um dia, uma das cópias conseguisse quebrar o ritual macabro.
    Entre os desafios de escrever a obra intrigante, para André, a maior dificuldade é dar o primeiro passo. “Acredito que os obstáculos não são escrever um livro e sim, começar o primeiro. Principalmente em uma cidade não tão grande e com pouco incentivo à cultura, especialmente à literatura. Tudo para mim era novidade e a imaturidade nesse universo acabou protelando muitos processos. É preciso a criação da ideia, noites em claro digitando, fazendo correções e esperando a opinião de leitores ‘cobaias’. Depois, mais correções”, revelou o autor.

    Lançamento
    O autor convida a todos de sua cidade para valorizar e apoiar a cultura local. Essa noite mágica será na próxima segunda, dia 3, às 19h30, no anfiteatro da Casa Da Cultura de Passos.

    Vendas
    O Livro pode ser comprado pelo site da Editora Viseu (https://www.eviseu.com/pt/livros/270/o-coelho/), responsável pela produção. Também pode ser comprado pelos sites Amazon, Submarino, Americanas e Shoptime. A própria editora, em seu site, redireciona o comprador para os outros sites citados.
    As versões digitais (ebook) podem ser compradas pelos sites da editora Viseu, Amazon, Livraria Cultura e Wook. Também podem ser baixadas pela Apple Store e Google (Play Store).
     

    Mais sobre a editoria

    Guia da Cidade
    INCLUA SEU ESTABELECIMENTO

    Assine (35) 3529-2750

    Fale Conosco contato@folhadamanha.com.br

    WhatsApp (35) 9 8829-8351

    © 1984 - 2019 Folha da Manhã. Todos os direitos reservados.
    Desenvolvido por Mediaplus