• Assine (35) 3529-2750

    Fale Conosco contato@folhadamanha.com.br

    WhatsApp (35) 9 8829-8351

    ÁREA DO
    ASSINANTE
    ESQUECEU SUA SENHA?
    Você receberá em seu e-mai uma nova senha para login.
    

    Assine 35 3529-2750

    Fale Conosco contato@clicfolha.com.br

    WhatsApp 35 9 9956-5000

    
    12/10/2018 06h00 - Atualizado em 11/10/2018

    Tite aposta em manter estrutura para dar oportunidade a novatos

    ARÁBIA SAUDITA - Um dos possíveis problemas para a atual fase de testes de Tite na seleção brasileira é a questão da adaptação dos atletas em poucos treinos. Em entrevista coletiva, o treinador afirmou que tenta manter uma estrutura maior para que os recém-chegados possam se desenvolver. 
     
    “É muito difícil ter sentido de organização em pouco tempo. O técnico tenta manter uma estrutura base, e dar oportunidade aos atletas, não experimentar. Atletas de alto nível a gente oportuniza. Mantém uma estrutura e oportuniza para que possam desenvolver melhor. Conjunto pode dar suporte pra Pablo, Ederson, Fabinho produzirem bem. Temos que olhar o individual e o todo. É meu grande problema como técnico da Seleção, essa inquietude de não poder trabalhar muito tempo” - disse Tite.
     
    A disputa de amistosos com seleções da Europa segue como tema bastante comentado na seleção brasileira. Tite disse que o Brasil busca duelos com equipes de diversos continentes, mas despistou sobre um possível confronto com a França, atual campeã do mundo. 
     
    “Eu não sei se a França tentou jogar contra nós. Buscamos sempre possibilidade de ter enfrentamentos. A disponibilidade de equipes importantes, de continentes diferentes. Vamos trabalhando nessas diferenças, contra equipes asiáticas. Pegamos Japão, Inglaterra, Croácia. Estamos em busca desses adversários, europeus ou de outros países, que são importantes”.
     
    Superclássico
    O King Saud University, palco do amistoso desta sexta-feira, às 15h, entre Brasil e Arábia Saudita, deverá receber sua lotação máxima: 23 mil pessoas. Todos os ingressos foram vendidos em 20 minutos, de acordo com a organização da partida. Os mais baratos custaram 30 reais e, os mais caros, poucos em camarotes, 450 reais.
     
    Os árabes estão tratando o jogo como “super clássico”, um óbvio exagero na tentativa de promover a seleção local. No cartaz da partida, destacam três jogadores brasileiros e nenhum saudita: Neymar, Coutinho e Roberto Firmino, que será reserva nesta sexta. Gabriel Jesus vai começar no ataque, e Firmino será titular diante da Argentina, na terça-feira.
    Matéria exclusiva para assinantes

    Faça já a sua assinatura, tenha o jornal impresso em sua casa ou dê de presente para quem você gosta e ganhe o acesso nas páginas digitais pela internet, ou seja: Versão Impressa + Digital.

    Mais sobre a editoria

    Guia da Cidade
    INCLUA SEU ESTABELECIMENTO

    Assine (35) 3529-2750

    Fale Conosco contato@folhadamanha.com.br

    WhatsApp (35) 9 8829-8351

    © 1984 - 2018 Folha da Manhã. Todos os direitos reservados.
    Desenvolvido por Mediaplus