• Assine (35) 3529-2750

    Fale Conosco contato@folhadamanha.com.br

    WhatsApp (35) 9 8829-8351

    ÁREA DO
    ASSINANTE
    ESQUECEU SUA SENHA?
    Você receberá em seu e-mai uma nova senha para login.
    

    Assine 35 3529-2750

    Fale Conosco contato@clicfolha.com.br

    WhatsApp 35 9 9956-5000

    
    18/09/2018 10h07 - Atualizado em 18/09/2018

    Técnico do Galo admite piora do time alvinegro

    Thiago Larghi lamentou queda de rendimento do time alvinegro no segundo tempo, valorizou o adversário e disse que Cruzeiro ?jogou pelo empate?, técnico lamenta não ter somado os três pontos

    Da Redação
    BELO HORIZONTE - No primeiro tempo, um time com mais posse de bola e duas chances claras de abrir o placar no Mineirão. No segundo, dificuldades na saída de bola e pressão adversária. Para o técnico Thiago Larghi, o Atlético teve duas etapas com desempenhos contrastantes no empate por 0 a 0 com o Cruzeiro, no último domingo, no Mineirão, pela 26ª rodada do Campeonato Brasileiro.
    O treinador admitiu a queda de desempenho do time alvinegro, que não conseguiu vencer os reservas do rival. Diante desse cenário, Thiago Larghi se mostrou ligeiramente chateado com o empate, mas valorizou a qualidade do adversário.
    “Na parte deles, não mudou muita coisa, porque eles já têm um time com uma postura bem defensiva, visto que eles conseguem, com o primeiro time, bons resultados fora de casa. Com esse time reserva, não seria diferente. Vale destacar que é reserva, mas com jogadores que, por um momento ou outro, foram titulares também. É um time que tem qualidade, um time que, faz parte, jogaram fechado ali. Como a gente não conseguiu fazer o gol no primeiro tempo, a gente não conseguiu que eles se abrissem, necessitassem de abrir. Mas realmente nosso time ficou abaixo, principalmente no segundo tempo, do padrão que a gente vem desenvolvendo”, analisou Larghi.
    No fim do jogo, o Atlético ficou com a bola por 55% do tempo, contra 45% do adversário. O Cruzeiro, entretanto, finalizou mais: 12 (três certas) contra oito (duas certas) do time alvinegro.
    Para Larghi, os donos da casa melhoraram no segundo tempo. Apesar de admitir isso, o treinador avalia que o Cruzeiro ‘jogou pelo empate’. “Num primeiro momento, a gente lamenta o resultado de empate. Foi um jogo de dois tempos distintos. No primeiro tempo, a gente teve uma postura boa, duas chances claras de gol, e não fizemos. No segundo tempo, o Cruzeiro foi melhor, jogou pelo empate e conseguiu o empate”, disse.
    Apesar de ter demonstrado certa chateação pelo time não ter vencido, Larghi considerou importante o ponto conquistado pelo Atlético no Mineirão. “Acho que tem os dois lados. A gente sabe que poderia muito bem conseguir os três pontos aqui. Nosso time vinha jogando jogos melhores do que fez. No primeiro tempo, como considerei, a gente teve duas oportunidades claras de gol, especialmente uma com 15 minutos, muito boa, com o Luan. Mas não fizemos. No final, o resultado de um ponto vale também porque a gente segura um adversário de confronto direto por uma vaga na Libertadores, que é o nosso objetivo no final do ano”, completou.

    Mais sobre a editoria

    Guia da Cidade
    INCLUA SEU ESTABELECIMENTO

    Assine (35) 3529-2750

    Fale Conosco contato@folhadamanha.com.br

    WhatsApp (35) 9 8829-8351

    © 1984 - 2018 Folha da Manhã. Todos os direitos reservados.
    Desenvolvido por Mediaplus