• Assine (35) 3529-2750

    Fale Conosco contato@folhadamanha.com.br

    WhatsApp (35) 9 8829-8351

    ÁREA DO
    ASSINANTE
    ESQUECEU SUA SENHA?
    Você receberá em seu e-mai uma nova senha para login.
    

    Assine 35 3529-2750

    Fale Conosco contato@clicfolha.com.br

    WhatsApp 35 9 9956-5000

    
    19/04/2018 15h28 - Atualizado em 19/04/2018

    Polícia Militar prende quadrilha responsável por explosão de caixa

    Da Redação
    PIMENTA – Na manhã de anteontem, 17, durante averiguação de denúncia e de informações levantadas pela Inteligência de Segurança Pública, militares de Pimenta realizaram uma operação no Distrito de Santo Hilário, zona rural de Pimenta, que resultou na prisão de sete homens e uma mulher que confessaram a autoria da explosão ao Banco do Brasil, em Pains, no início deste mês, e ainda que planejavam explodir um banco na cidade de Pimenta e em outras cidades vizinhas.
    Segundo informações, indivíduos armados estavam em uma residência na comunidade de Santo Hilário, sendo que uma mulher e dois homens estariam em uma residência no bairro Santa Rita, em Pimenta, fazendo o transporte de armas e explosivos em uma caminhonete Fiat/Strada e em um GM/Corsa Sedan. 
    Ligando essas informações com dados levantados anteriormente, de que indivíduos com envolvimento em explosões a caixas eletrônicos teriam um ponto de apoio na zona rural de Pimenta, montou-se uma operação com emprego de militares de Formiga, Córrego Fundo e Piumhi, que abordaram os suspeitos que estavam no perímetro urbano de Pimenta, na rua Quinca Adolfo, nº 160, bairro Santa Rita.
    Iniciada a abordagem aos três suspeitos, o autor Wesley Clayton de Oliveira, 35 anos, saiu correndo, pulando vários muros e telhados das residências, causando danos a vários imóveis, mas não conseguiu fugir, sendo localizado e preso pelos policiais militares, que prenderam o casal Willian Douglas Gomes Vicente e Grasieli Barbosa Pereira, ambos com 25 anos, no local.
    Prosseguindo com a operação, já na comunidade de Santo Hilário, militares cercaram o local e se depararam com os outros cinco suspeitos, sendo Jean Daniel Resende Pessoa, 27 anos, Rubens Libório de Souza, 22, Alexsanderson Souza Freiras, 22, Flávio Julião de Araújo, 47, e Nicolas Moises da Silva, 32, que estavam no quintal, um deles portando uma submetralhadora e outro um revólver calibre .38.
    Proferida a ordem para que os indivíduos se entregassem, eles não obedeceram e apontaram as armas na direção dos militares que, para se defenderem, realizaram alguns disparos e repeliram a agressão, conseguindo fazer com que os criminosos se rendessem e entregassem uma submetralhadora Bereta calibre .40 e dois revólveres calibre .38, que estavam carregados.
    Durante buscas no local, os militares encontraram vários explosivos e materiais utilizados para explodir caixas eletrônicos, além de munições de calibre .38 e .40. 
    Em diálogo, os autores confirmaram que, há poucas semanas, explodiram a agência do Banco do Brasil na cidade de Pains. Os veículos utilizados pelos autores foram localizados e removidos para o pátio credenciado.
    Ainda durante a operação, a Polícia Militar recebeu mais informações de que os indivíduos tinham montado um acampamento em um local denominado ”buracão”. Realizando buscas no local, os militares encontraram uma alavanca e uma marreta usadas na explosão do Banco do Brasil em Pains. 
    Em outro local, no meio de um matagal, foi encontrada uma barra de explosivo em tamanho considerável, que permaneceu no local, que foi isolado, aguardando o comparecimento dos militares do Bope de Belo Horizonte e do perito da Polícia Civil. 
    Verificando os antecedentes dos autores, constatou-se que Flavio Julião Araújo e Wesley Clayton de Oliveira estão com mandado de prisão em aberto. 
    Após coleta de novas informações, o autor Wesley levou os militares até um sítio utilizado pelos criminosos, que já foi submetido a buscas há poucos dias, onde foi encontrado, enterrado dentro de um tambor, um fuzil calibre 762 modificado para aumentar sua portabilidade, duas barras de maconha pesando cerca de 994 gramas e dois embrulhos com pasta-base de cocaína pesando em torno de 798 gramas. 
    Todos os autores foram submetidos a exames médicos e serão encaminhados para a Polícia Civil, onde responderão por uma série de crimes, como associação criminosa, tráfico de drogas, porte de arma de fogo de uso restrito, porte de arma de fogo de uso permitido, posse de arma de fogo de uso restrito e posse de explosivos sem a devida autorização, entre outros.
    Matéria exclusiva para assinantes

    Faça já a sua assinatura, tenha o jornal impresso em sua casa ou dê de presente para quem você gosta e ganhe o acesso nas páginas digitais pela internet, ou seja: Versão Impressa + Digital.

    Mais sobre a editoria

    Guia da Cidade
    INCLUA SEU ESTABELECIMENTO

    Assine (35) 3529-2750

    Fale Conosco contato@folhadamanha.com.br

    WhatsApp (35) 9 8829-8351

    © 1984 - 2018 Folha da Manhã. Todos os direitos reservados.
    Desenvolvido por Mediaplus