• Assine (35) 3529-2750

    Fale Conosco contato@folhadamanha.com.br

    WhatsApp (35) 9 8859-0028

    Passos
    ESCOLHA UMA CIDADE

    Passos

    18º MIN 28º MÁX
    MOEDA
    Dólar Euro Peso Libra Bitcoin
    COMPRA
    R$ 3,21 R$ 3,93 R$ 0,17 R$ 4,48 R$ 37.100,44
    ÁREA DO
    ASSINANTE
    ESQUECEU SUA SENHA?
    Você receberá em seu e-mai uma nova senha para login.
    

    Assine 35 3529-2750

    Fale Conosco contato@clicfolha.com.br

    WhatsApp 35 9 9956-5000

    
    14/12/2017 09h00 - Atualizado em 14/12/2017

    Fato Capital: PSB aposta 80% na candidatura de Joaquim Barbosa

    Alex Capella
    O PSB nacional espera surpreender o eleitor ao anunciar a candidatura do ex-presidente do Supremo Tribunal Federal (STF) Joaquim Barbosa à Presidência da República no início do ano. Em reunião do partido, nesta quarta-feira, na Câmara dos Deputados, o líder do PSB, Julio Delgado, contabilizava 80% de chances se filiar ao partido. A filiação é vista pelo PSB como um gesto que demonstraria o interesse do ministro pela disputa. Barbosa, que ainda não é filiado a nenhum partido, aparece com 5% nas principais pesquisas de intenção de voto. O ministro ficou 11 anos no Supremo e notabilizou-se por ter desenhado o código genético do mensalão, escândalo de corrupção que levou poderosos políticos e empresários para a cadeia.
     
    Ministro disputa espaço com Aldo Rebelo
    No entanto, a filiação de Joaquim Barbosa é defendida apenas por uma ala do partido, a ala encabeçada pelo líder da legenda na Câmara, deputado Julio Delgado, contrária ao grupo do PSB mineiro ligado ao ex-prefeito de Belo Horizonte Marcio Lacerda. Lacerda tenta viabilizar-se como candidato em 2018. Vem percorrendo o Estado com o objetivo de disputar o Governo de Minas. Mas o grupo de Delgado é contra a candidatura do ex-prefeito. No plano nacional, outra ala do partido defende a candidatura do ex-deputado Aldo Rebelo para a Presidência. O ex-integrante do PCdoB é recém-chegado ao PSB.
     
    Jeito explosivo pode inviabilizar candidatura
    Foi graças ao julgamento do mensalão que figuras intocáveis do PT, PMDB, PSDB, entre outras legendas, foram para a penitenciária. Desse DNA saiu a Lava Jato que levou outros tantos para a cadeia. Barbosa meteu-se em memoráveis bate-bocas com Gilmar Mendes, tido como ‘protetor’ de alguns tucanos. Esse tipo de pavio, associado à falta de experiência político-administrativa, podem levá-lo a uma autocombustão diante das pressões de uma campanha presidencial. O ministro vem analisando sua candidatura com cuidado. Vai esperar até janeiro. Quer aguardar os desdobramentos envolvendo o futuro do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT). Aceitando o convite do PSB, o ministro aninha-se no partido em que estava o candidato Eduardo Campos até a manhã de sua morte, na queda do seu jatinho de campanha, em 2014.
     
    Lula desafia MP 
    a apresentar provas
    Enrolado, Lula diz que não vai se esconder atrás de uma candidatura e que brigará até as últimas consequências para disputar o Palácio do Planalto em 2018. O petista afirma que, se os investigadores da Lava Jato provarem que ele é culpado, não haverá “condição moral” para que saia candidato, mas desafiou o Ministério Público Federal a apresentar provas contra ele. Lula reuniu as bancadas do PT na Câmara e no Senado, ontem, em Brasília, para falar da decisão do Tribunal Regional Federal da 4ª Região. O TRF marcou o julgamento do ex-presidente no caso do tríplex para o dia 24 de janeiro.
     
    Tramitação acelerada 
    no tribunal
    O caso de Lula tem tramitado em tempo recorde no tribunal. Foram 42 dias entre a condenação e o início da tramitação do recurso na segunda instância. O relator Gebran Neto, por exemplo, levou 36 dias úteis para finalizar seu voto. Na média, os processos demoraram 102 dias desde a conclusão do voto do relator até o julgamento. No caso de Lula, este intervalo será de 52 dias.
    Matéria exclusiva para assinantes

    Faça já a sua assinatura, tenha o jornal impresso em sua casa ou dê de presente para quem você gosta e ganhe o acesso nas páginas digitais pela internet, ou seja: Versão Impressa + Digital.

    Mais sobre a editoria

    Guia da Cidade
    INCLUA SEU ESTABELECIMENTO

    Assine (35) 3529-2750

    Fale Conosco contato@folhadamanha.com.br

    WhatsApp (35) 9 8859-0028

    © 1984 - 2018 Folha da Manhã. Todos os direitos reservados.
    Desenvolvido por Mediaplus