• Assine (35) 3529-2750

    Fale Conosco contato@folhadamanha.com.br

    WhatsApp (35) 9 8859-0028

    Passos
    ESCOLHA UMA CIDADE

    Passos

    18º MIN 28º MÁX
    MOEDA
    Dólar Euro Peso Libra Bitcoin
    COMPRA
    R$ 3,23 R$ 3,86 R$ 0,19 R$ 4,31 R$ 29.250,00
    ÁREA DO
    ASSINANTE
    ESQUECEU SUA SENHA?
    Você receberá em seu e-mai uma nova senha para login.
    

    Assine 35 3529-2750

    Fale Conosco contato@clicfolha.com.br

    WhatsApp 35 9 9956-5000

    
    13/11/2017 23h51 - Atualizado em 13/11/2017

    Prefeitura nega leite especial

    Thalles Moreira
    S.J. BARRA – O Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG), na comarca de Alpinópolis, está julgando o processo de uma mãe contra a Prefeitura de São José da Barra. Segundo N.F.T., que preferiu não ter sua identidade revelada, a administração municipal está se negando a fornecer o leite Pregomin Pepti para sua filha com intolerância a lactose. De acordo com o relato de N., ela levou sua filha, na época com um ano e sete meses, ao hospital municipal com fortes sinais de alergia. Após ser encaminhada para um médico alergista, a criança foi diagnosticada com intolerância a lactose. Para substituir a proteína do leite, necessária ao desenvolvimento infantil, o médico receitou o uso do leite Pregomin Pepti. Ainda segundo a mãe, como são de família com poucos recursos, é inviável manter a alimentação da filha com o alimento, visto que o mesmo tem um valor muito alto. Desta forma, ela procurou a Secretaria de Assistência Social de São José da Barra, para tentar conseguir o leite pela prefeitura. Na SAS, foi orientada a dar entrada em um processo judicial, pois desta maneira seria mais fácil a liberação do alimento. Após esta conversa, N. alega ter procurado o secretário de Saúde, Paulo Renato Gomes, e que o mesmo inicialmente teria fornecido o Pregomin Pepti e orientado que ela o procurasse novamente quando estivesse acabando. N. seguiu a orientação e voltou a procurar o 
    secretário, que forneceu mais algumas latas. Entretanto, na vez seguinte, quando foi conversar com Gomes, o mesmo teria dito que não poderia mais fornecer o leite, pois ela estava movendo o processo para conseguir o produto da prefeitura e caso ele continuasse lhe entregando, poderia ocasionar algum problema para a administração. O secretário não foi encontrado para comentar o caso.
    Matéria exclusiva para assinantes

    Faça já a sua assinatura, tenha o jornal impresso em sua casa ou dê de presente para quem você gosta e ganhe o acesso nas páginas digitais pela internet, ou seja: Versão Impressa + Digital.

    Mais sobre a editoria

    Guia da Cidade
    INCLUA SEU ESTABELECIMENTO

    Assine (35) 3529-2750

    Fale Conosco contato@folhadamanha.com.br

    WhatsApp (35) 9 8859-0028

    © 1984 - 2017 Folha da Manhã. Todos os direitos reservados.
    Desenvolvido por Mediaplus