• Assine (35) 3529-2750

    Fale Conosco contato@folhadamanha.com.br

    WhatsApp (35) 9 8859-0028

    Passos
    ESCOLHA UMA CIDADE

    Passos

    18º MIN 28º MÁX
    MOEDA
    Dólar Euro Peso Libra Bitcoin
    COMPRA
    R$ 3,23 R$ 3,86 R$ 0,19 R$ 4,31 R$ 29.180,00
    ÁREA DO
    ASSINANTE
    ESQUECEU SUA SENHA?
    Você receberá em seu e-mai uma nova senha para login.
    

    Assine 35 3529-2750

    Fale Conosco contato@clicfolha.com.br

    WhatsApp 35 9 9956-5000

    
    18/10/2017 09h48 - Atualizado em 18/10/2017

    Sob comando de LeBron, Cavaliers vencem os Celtics em jogo marcado por grave lesão

    Fratura sofrida por Gordon Hayward no início abala, mas partida volta a esquentar no segundo tempo e Cleveland abre temporada batendo o Boston com James perto do triplo-duplo: 102 a 99

    SporTv

    Cleveland x Boston. Revanche da última final da Conferência Leste. Reencontro de LeBron James e os Cavaliers com Kyrie Irving, que pediu para ser trocado e foi parar nos Celtics. Não faltavam histórias para serem contadas na abertura da temporada 2017/18 da NBA. No entanto, os atrativos perderam parte do brilho com a grave lesão de Gordon Hayward, ainda no primeiro quarto de jogo. Um dos principais reforços dos Celtics, o ala fraturou o tornozelo em disputa de bola no garrafão - imagem que chocou o universo do basquete. O jogo, que tinha começado bastante equilibrado, esfriou por um bom tempo. Mas voltou a esquentar na segunda etapa e, após o time de Boston mostrar forte poder de reação, LeBron James chamou a responsabilidade, ficou a uma assistência do triplo-duplo e garantiu a vitória dos Cavs 102 a 99.
    King James, que chegou a ser dúvida para o jogo por conta de dores no tornozelo, ignorou o problema físico e foi o mesmo de sempre. A partida também mostrou o quanto ele é indispensável para a equipe dos Cavs. Com LeBron em quadra, o ataque funcionou e o time foi superior aos Celtics. Mas nos minutos de descanso do camisa 23, a equipe foi dominada pela segunda unidade do Boston, que tirou diferença de quase 20 pontos e por pouco não ficou com a vitória. Os visitantes ainda tiveram a oportunidade de levar a partida para a prorrogação, mas o arremesso final de Kyrie para três não caiu.
    James foi o cestinha do jogo com 29 pontos, 16 rebotes e nove assistências. Kevin Love foi outro que anotou um duplo-duplo pelos Cavs, com 15 pontos e 11 rebotes. Derrick Rose teve bons momentos no ataque (14 pontos), e Dwyane Wade, embora discreto na frente (oito pontos), surpreendeu com boas jogadas defensivas e também contribuiu para a vitória.

    No lado do Boston, apesar da devastadora contusão de Hayward, o time tem motivos não desanimar. Os jovens Jaylen Brown (segundo ano) e Jayson Tatum (calouro) mostraram muita maturidade. Brown foi o cestinha do time, com 25 pontos, enquanto Tatum se tornou o primeiro novato a estrear pelos Celtics com um duplo-duplo (14 pontos e 10 rebotes) desde um tal de Larry Bird, em 1979. Kyrie Irving também anotou um duplo-duplo em seu retorno a Cleveland, com 22 pontos e 10 assistências.


    A grave lesão de Hayward
    Passados pouco mais de cinco minutos do primeiro período, o placar apontava 10 a 9 para os Celtics quando Gordon Hayward subiu para disputar uma bola no garrafão com a marcação dos Cavaliers. O ala acabou caindo de mau jeito e sofreu forte torção no tornozelo esquerdo.
    A imagem de Hayward com o pé virado no chão mexeu com os dois times. O jogo ficou interrompido por alguns minutos. Dwyane Wade se ajoelhou durante o atendimento médico, LeBron James ficou em posição de respeito, e o time dos Celtics se reuniu no banco em uma corrente. Bastante aplaudido pelas arquibancadas, Gordon foi levado de maca para os vestiários, onde teve constata fratura e deslocamento no tornozelo esquerdo. Ele deve ser submetido a uma cirurgia e o tempo estimado de recuperação é de no mínimio seis meses.
    Celtics mostram poder de reação, mas LeBron garante vitória
    Quando o jogo voltou, o Boston demorou a reencontrar o ritmo. Enquanto isso, os Cavaliers foram abrindo vantagem sob comando de LeBron James. O astro, que chegou a ser dúvida por conta de dores no tornozelo, se movimentou bem em quadra e com 14 pontos, 7 rebotes e 6 assistências apenas nos dois primeiros períodos, ajudou os Cavs a irem para o intervalo vencendo por 54 a 38. Outro destaque no primeiro tempo foi Jae Crowder, ex-Celtics, que chegou ao Cleveland na troca por Kyrie e anotou 11 pontos para os donos da casa.
    Na volta para o terceiro quarto, a diferença chegou a o Boston começou a se encontrar em quadra. Ainda buscando se adaptar ao novo estilo de jogo, mais focado em armar as jogadas de ataque do que apenas em pontuar como nos tempos de Cavs, Kyrie Irving passou a distribuir boas assistências. Os jovens Jaylen Brown (segundo ano) e Jayson Tatum (calouro) mostraram personalidade, converteram arremessos importantes e, pouco a pouco, a diferença foi caindo.
    Quando boa parte dos titulares dos dois lados foram para o banco descansar - incluindo LeBron James -, a segunda unidade dos Celtics controlaram o jogo, viraram o placar, e só não fecharam o terceiro quarto na frente porque Derrick Rose colocou uma bola de três no estouro do cronômetro: 72 a 71 para o Cleveland.
    Com LeBron de volta para o início do último período, o ataque dos Cavs voltou a funcionar melhor. Mas os Celtics, bem no jogo, não deixaram o placar descolar. O jogo então, finalmente, começou a ganhar os contornos esperados para o confronto. Kyrie Irving começou a chamar a responsabilidade, colocou duas bolas de três e os Celtics na frente novamente (79 a 78). Do outro lado, James continuou fazendo de tudo um pouco e o placar seguiu equilibrado.
    Quando em uma posse ofensiva, LeBron encarou a marcação de Kyrie, a torcida levantou nas arquibancadas. Os dois passaram a trocar cestas. De um lado, os Celtics movimentavam bastante a bola no ataque para se manter na frente. A resposta vinha nas jogadas individuais de LeBron. A menos de dois minutos do fim, James fez linda jogada em cima de Brown para voltar a colocar os Cavs na liderança. Daí para a frente, não perderam mais. Os Celtics ainda tiveram a oportunidade de levar o jogo para prorrogação em chute de três de Kyrie, mas a bola não caiu. Fim de jogo, vitória dos Cavs por 102 a 99.

    Mais sobre a editoria

    Guia da Cidade
    INCLUA SEU ESTABELECIMENTO

    Assine (35) 3529-2750

    Fale Conosco contato@folhadamanha.com.br

    WhatsApp (35) 9 8859-0028

    © 1984 - 2017 Folha da Manhã. Todos os direitos reservados.
    Desenvolvido por Mediaplus