• Assine (35) 3529-2750

    Fale Conosco contato@folhadamanha.com.br

    WhatsApp (35) 9 8859-0028

    Passos
    ESCOLHA UMA CIDADE

    Passos

    18º MIN 28º MÁX
    MOEDA
    Dólar Euro Peso Libra Bitcoin
    COMPRA
    R$ 3,12 R$ 3,74 R$ 0,18 R$ 4,23 R$ 14.248,00
    ÁREA DO
    ASSINANTE
    ESQUECEU SUA SENHA?
    Você receberá em seu e-mai uma nova senha para login.
    

    Assine 35 3529-2750

    Fale Conosco contato@clicfolha.com.br

    WhatsApp 35 9 9956-5000

    
    20/04/2017 08h46 - Atualizado em 20/04/2017

    Apesar de estudar adversário, Lomba admite que pênaltis foram intuição

    Globo Esporte

    De criticado pela torcida em 2016 a herói da classificação na quarta fase da Copa do Brasil em 2017. O goleiro Marcelo Lomba deixou o inferno e chegou ao céu colorado na noite desta quarta-feira, na Arena Corinthians, em São Paulo. Após empate em 1 a 1 no tempo normal, o Inter venceu o Corinthians nos pênaltis por 4 a 3 e passou às quartas de final da competição, graças ao arqueiro, que pegou duas cobranças.
    Emocionado após a partida, Lomba rapidamente comentou sobre o estudo dos batedores do Timão junto ao preparador de goleiros Daniel Pavan. No entanto, foi a intuição que falou mais alto embaixo das traves. Também agradeceu à confiança passada pela comissão técnica e direção depois da lesão do titular Danilo Fernandes.
    – A gente estuda um pouco, mas foi muito na intuição. A gente vê o repertório, mas eles mudam bastante. O Jadson é um que bate nos dois lados, é difícil adivinhar – disse, para depois emendar: – Quando a gente causa desconfiança na torcida, fica muito triste, mas ninguém vê. O Inter apostou muito em mim, o (Daniel) Pavan, o Zago, a diretoria também bancou. Minha parte foi ficar ali, no sapatinho, treinando. Sempre confiaram em mim e eu agradeço.
    Pavan, por sua vez, demonstrou toda felicidade ao ver o pupilo como destaque da classificação. Citou a análise das preferências dos corintianos nos pênaltis e a tranquilidade de Marcelo Lomba no trabalho diário.
    – É muito tranquilo, (Lomba) passa essa confiança, hoje mesmo na cobrança de pênaltis. Estamos muito felizes por ele, que é muito merecedor. O (pênalti) do Fagner, que ele não pegou, a gente estudou que batia cruzado, mas trocou o canto na hora. Só que (Lomba) conseguiu pegar outros dois e estamos muito felizes – elogiou o preparador de goleiros colorado.
    O adversário das oitavas de final da Copa do Brasil será conhecido somente por sorteio. Agora, o Inter volta as atenções para o segundo jogo da semifinal do Gauchão, contra o Caxias, no próximo domingo. Como venceu a primeira partida por 1 a 0, o Colorado tem o empate a seu favor desta vez. O duelo será no Centenário, em Caxias do Sul, às 16h.

    Mais sobre a editoria

    Guia da Cidade
    INCLUA SEU ESTABELECIMENTO

    Assine (35) 3529-2750

    Fale Conosco contato@folhadamanha.com.br

    WhatsApp (35) 9 8859-0028

    © 1984 - 2017 Folha da Manhã. Todos os direitos reservados.
    Desenvolvido por Mediaplus