• Assine (35) 3529-2750

    Fale Conosco contato@folhadamanha.com.br

    WhatsApp (35) 9 8829-8351

       
    ÁREA DO
    ASSINANTE
    ESQUECEU SUA SENHA?
    Você receberá em seu e-mai uma nova senha para login.
    

    Assine 35 3529-2750

    Fale Conosco contato@clicfolha.com.br

    WhatsApp 35 9 9956-5000

    
    19/01/2017 10h03 - Atualizado em 19/01/2017

    "Com as pernas amarradas, um grande jogador", diz Carpegiani

    Globo Esporte
    Ronaldinho Gacho recebeu proposta para defender o Coritiba (Foto: Reuters)
    Ronaldinho Gaúcho recebeu proposta para defender o Coritiba (Foto: Reuters)

    Contar com Ronaldinho Gaúcho no time? Carpegiani aprova a ideia. Em meio às negociações do Coritiba com o craque, o técnico falou pela primeira vez sobre a possibilidade de ter o jogador sob o seu comando. O treinador, que conhece o meia desde pequeno, confia que a sua chegada, caso se concretize, pode fortalecer o elenco alviverde.

    Em entrevista à imprensa na noite de quarta-feira, em Ciudade del Este, onde o Coritiba disputou um jogo-treino contra o 3 de Febrero, do Paraguai, o comandante rasgou elogios ao jogador, e deixou a definição sobre a sua vinda ao Alto da Glória a cargo da diretoria.
    – Eu, na minha impressão daquilo que tenho do Ronaldinho, pelo conhecimento que tenho desde quando era criança, temos um carinho todo especial. O Ronaldinho, com as duas pernas amarradas continuará sendo sempre um grande jogador, indiscutivelmente. O pensamento da direção, com relação de trazê-lo ou não... Gostaríamos, particularmente, de ter o Ronaldo, mas isso é um problema da direção, ela quem tem que decidir - disse.
    Mesmo sem jogar oficialmente desde o dia 26 de setembro de 2015, pelo Fluminense, contra o Goiás, Carpegiani acredita que o talento de R10 não se perdeu. Sem clube, o jogador tem disputado amistosos e jogos festivos. – Um cara que foi duas vezes o melhor do mundo, mesmo que esteja há algum tempo parado, ninguém desaprende. Acho que vai incorporar sob todos os aspectos, essa é a minha impressão. Não tem nada concretizado. É um cara que representou e continua representando muito o futebol brasileiro, e sempre será aquela figura de alto astral, dentro e fora do campo, e temos que ter cuidado com essa preservação, esse respeito com esse tipo de profissional. Carpegiani ainda aproveitou para desmentir as declarações do vice-presidente Gilberto Griebeler, um dos integrantes do G5 do Coritiba. Em entrevista ao Lance!, o dirigente afirmou que o o treinador não queria um jogador com o perfil de Ronaldinho.
    – É a primeira vez que tenho oportunidade de fazer qualquer tipo de declaração (sobre Ronaldinho). Não tem muito o que dizer, outras pessoas se expressando, mais propriamente nosso diretor (Griebeler), que expressou uma opinião que era minha, e não é verdade, já liguei para ele e conversamos, ele não tem o direito de fazer isso. Eu não tinha nem que estar dando essa opinião, mas estou dando para expressar, e não outras pessoas simplesmente fazerem de conta que é a minha palavra.
    Na terça-feira, o Coritiba, representado pelo presidente Rogério Bacellar e pelo diretor executivo internacional Belletti, teve a primeira reunião com Assis, irmão e empresário de Ronaldinho Gaúcho, para tratar da negociação. A primeira conversa, realizada no Rio de Janeiro, foi considerada positiva. As partes marcaram uma nova reunião para discutir o assunto.  

    Mais sobre a editoria

    Guia da Cidade
    INCLUA SEU ESTABELECIMENTO

    Assine (35) 3529-2750

    Fale Conosco contato@folhadamanha.com.br

    WhatsApp (35) 9 8829-8351

    © 1984 - 2019 Folha da Manhã. Todos os direitos reservados.
    Desenvolvido por Mediaplus