Cida Vilela vai recorrer da decisão

16/05/2019
Adriana Dias

C. R. CLARO - Segundo os advogados Antônio Giovani de Oliveira e João Regis David Oliveira, que atuam no caso da ex-prefeita de Carmo do Rio Claro Maria Aparecida Vilela, a Cida Vilela, e de seu marido, Sílvio Carlos Ferreira, explicaram que vão recorrer da decisão negativa contra seus clientes, por entenderem que não houve a prática de nenhum ato de improbidade administrativa na contratação do Instituto Brasileiro de Apoio à Modernização Administrativa (Ibrama).
 
Conforme informaram os advogados, a empresa detinha as condições necessárias para ser contratada por inexigibilidade de licitação, conforme foi demonstrado no processo administrativo instaurado para tal fim, pelos membros da Comissão Permanente de Licitação do município, apoiados em parecer da sua assessoria jurídica, emitido pela procuradora do município, à época, Camila Rey Rezende.