Capitólio vai integrar sistema de certificação de orgânicos

Com a certificação, haverá a oportunidade de agregar maior valor ao produto e abrir novos mercados consumidores

09/05/2019

A Diretoria de Agricultura, Pesca e Meio Ambiente da Prefeitura de Capitólio e a equipe de Capitólio da Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural de Minas Gerais (Emater-MG) participaram de uma reunião em Claraval, sediada pela Cooperativa Regional de Agricultoras e Agricultores Familiares Orgânicos (Cooperval), com presença de representantes do Ministério da Agricultura, para tratar da certificação de produtos orgânicos. Capitólio integrará um grupo de sistema de certificação juntamente com Passos e São João Batista do Glória.
 Representantes da Administração Municipal de Capitólio e produtores rurais estiveram presentes em uma reunião realizada na Câmara Municipal de Claraval, no dia 23 de abril. A razão do encontro foi a implantação do Sistema Participativo de Garantia (SPG) para produtores que cultivam alimentos orgânicos.
 Organizada pela Cooperativa Regional de Agricultoras e Agricultores Familiares Orgânicos (Cooperval), de Claraval - município que já possui a certificação de orgânicos – a reunião contou com a participação dos técnicos Marcelo Silvestre Laurino e Lígia Bertolini, do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa). O ‘SPG Cooperval’ atuará na região e se organizará por núcleos para otimizar a gestão. Capitólio integrará o Núcleo de Passos, juntamente com Passos e São João Batista do Glória.
 Os SPGs são um mecanismo criado pelo Mapa e atuam sob certificação do Organismo Participativo de Avaliação da Conformidade (Opac), que avalia se os produtos ou estabelecimentos produtores ou comerciais atendem às exigências do regulamento da produção orgânica. Para o bom funcionamento, o SPG se caracteriza pelo Controle Social e a Responsabilidade Solidária, o que possibilita a geração da credibilidade adequada a diferentes realidades sociais, culturais, políticas, institucionais, organizacionais e econômicas.
 Em Capitólio, os produtores rurais Moisés César Amaro e Cláudia de Fátima dos Santos já se dedicam à produção orgânica, que atualmente é comercializada na feira semanal de produtos agrícolas. A expectativa é que outros dois produtores se juntem ao grupo de SPG do qual Capitólio participará.
 “A formação dos grupos de SPG é um ganho muito grande, pois trará mais agilidade para os produtores obterem a certificação de produção orgânica, além de promoverem a troca de experiência entre os produtores e permitir a participação de consumidores, universidades e demais instituições afins”, destaca Lucimar Rodrigues de Oliveira, diretora de Agricultura da Prefeitura de Capitólio. Com a certificação, haverá a oportunidade de agregar maior valor ao produto e abrir novos mercados consumidores.
 Inicialmente, a ideia é que os produtores mantenham as vendas na feira local. “Temos também a possibilidade de implantar o ‘sistema de cesta’ entregue semanalmente nas residências, com um mix de produtos da época. É um modelo que funciona bem em grandes cidades, e as pessoas são receptivas a comprar”, acrescenta Ana Cláudia Nascimento e Silva, chefe de Meio Ambiente da prefeitura.