Prefeitura e estudantes ainda buscam saída para convênio

30/01/2019
Da Redação

S. S. DO PARAÍSO - Na segunda-feira, 28, o prefeito de Paraíso, Walker Américo Oliveira, o procurador geral do município, Nilo Kazan, e a coordenadora da Secretaria Municipal de Ciência, Tecnologia, Educação Profissional e Ensino Superior, Cristina Preto Oliveira Vasconcelos, se reuniram com a promotora de justiça Manuela Maranhão Ayres Ferreira para discutir a possibilidade de uma nova diretoria assumir a Associação Cultural e Educacional Paraisense (Acep), com o objetivo de normalizar o repasse de combustível para os alunos que estudam fora do município. O benefício foi suspenso no início deste mês, por recomendação do Ministério Público, que está investigando possíveis irregularidades na prestação de contas da Associação.
Conforme compromisso firmado pelo prefeito, logo após receber um posicionamento da promotora sobre o assunto, ele se reuniu com os estudantes da Acep, líderes de ônibus, com o atual presidente, Anderson Martins, além dos vereadores Maria Aparecida Cerize Ramos e Vinicio José Scarano Pedroso, que compõem a Comissão de Educação da Câmara. O prefeito informou que, por recomendação, a suspensão do fornecimento de combustível para os ônibus deverá ser mantida, pois, no entendimento da promotora, a investigação em curso acontece em torno da instituição e não de pessoas.