Saúde

Piumhi adota vacinação em domicílio

27 de março de 2020

PIUMHI – A Secretaria de Saúde de Piumhi adotou a vacinação contra a gripe H1N1 em domicílio para atender os idosos do município. De acordo com a secretária, Aline Barbosa, são dez equipes móveis responsáveis pela imunização, que teve início na última segunda-feira, 23. Cada Unidade Básica de Saúde (UBS) está com uma equipe para vacinação e são duas equipes específicas para Zona Rural, de modo que os idosos não precisem se deslocar às unidades. O objetivo é evitar aglomerações e diminuir o risco de contágio do novo coronavírus.
“A recomendação é que os idosos aguardem a equipe móvel das UBS’s em suas residências. Se você não estiver na sua casa no momento em que essa equipe passar, eles vão deixar um bilhetinho dizendo ‘passamos para realizar sua vacinação, você não estava. Procure o Centro de Especialidades Odontológicas (CEO)’ que fica atrás do pátio da prefeitura que é onde vai estar sendo referenciado”, afirmou a secretária. “você não vai ficar sem a sua vacina, a vacina não vai acabar”, disse.
Como os atendimentos no CEO estão suspensos, atendendo apenas urgências, o local ficou referenciado para a vacinação, enquanto o Central de Vacinação ficou reservada apenas para os profissionais da área de saúde. “Qual o motivo disso? Para que a gente não tivesse contato com nenhum outro paciente, nenhum idoso, neste momento”, disse a secretária.
O calendário vacinal teve início dia 23/03 e seguirá até dia 16/04. A expectativa da Secretaria de Saúde é de concluir as vacinas em 15 dias. “Nós temos, na verdade, um mês para estar fazendo isso”, disse Aline, “mas nós queremos antecipar e ver se a gente consegue fazer antes”. Francisca Luzia, uma das idosas vacinadas no bairro Nova Esperança, relatou que estava ansiosa pela visita da equipe. “Que viesse aqui, porque nós já estamos mais velhos, precisamos cuidar mais depressa. Então eu achei muito bom, está excelente”, afirmou ela.

Recomendações

Aos poucos, as pessoas entendem a necessidade de atender as recomendações das autoridades. A secretária Aline avalia que a população está mais consciente sobre os riscos de transmissão. Mas, ressalta que é preciso ainda muita disciplina para enfrentar essa crise. “Grande parte da população atendeu a este chamamento, que como eu já falei não é uma decisão fácil, é muito difícil ser tomada, mas necessária”, disse ela.
As principais dificuldades da população neste momento é com relação a filas de banco, de supermercados e hortifrútis. Por isso a secretária orienta a conscientização popular nestes casos. “Se eu passei na porta do mercado agora e vi que o mercado está cheio, deixo para voltar outra hora. Nós temos um horário muito estendido aqui, de 6h até 22h a rede de supermercados funciona em Piumhi. Então vamos nos organizar”. Aline também orienta para comprar apenas o necessário e ir embora, ela diz que não é momento de fazer compras do mês.
Quanto as filas que se formam de fora dos bancos, a secretária alerta que as medidas preventivas da Prefeitura são inúteis se não houver conscientização popular com isso. “Vocês estão colocando em risco a vida de vocês. A saúde de vocês. Então, por favor, tenham essa consciência. Não adianta a Prefeitura tomar medidas, a Secretaria tomar, o Ministério Público, até a Polícia está envolvida nesse processo conosco, se o cidadão não tomar uma decisão de falar ‘eu vou fazer a minha parte’”.